Questionário Hospitalar sobre Cultura de Segurança do Paciente (HSOPSC) Versão 2.0

Autor pessoal: 
Claudia Tartaglia Reis ; Josué Laguardia ; Paola Bruno de Araújo Andreoli; Cassimiro Nogueira Júnior ; Mônica Silva Martins ;
Resumo original: 

A promoção da cultura de segurança do paciente, cerne do Programa Nacional de Segurança do Paciente no Brasil, destaca o aprendizado organizacional, a comunicação, o trabalho em equipe e o engajamento de profissionais e pacientes na prevenção de incidentes decorrentes do cuidado de saúde, com ênfase em sistemas seguros1 . Com o objetivo de construir uma cultura de segurança forte, gestores e líderes de organizações de saúde têm sido encorajados a avaliar o seu status corrente, como  passo inicial. A avaliação da cultura de segurança tem múltiplas propostas: (i) o diagnóstico da cultura de segurança e a conscientização dos funcionários acerca do tema; (ii) a avaliação de intervenções de melhoria implementadas na organização e o acompanhamento de mudanças ao longo do tempo; (iii) a comparação com dados de referência internos e externos à organização; e (iv) a verificação do cumprimento de necessidades regulatórias2 . A partir dessa avaliação, tem-se acesso às informações das percepções e comportamentos partilhados relacionados à segurança no cuidado prestado, permitindo identificar áreas mais problemáticas, portanto prioritárias, para fins de planejar e implementar intervenções de melhoria3 . O questionário intitulado Hospital Survey on Patient Safety Culture (HSOPSC version 1.0), originalmente desenvolvido pela Agency for Healthcare Research and Quality (AHRQ), disponibilizado em 2004 veio sendo utilizado amplamente nos Estados Unidos da América e internacionalmente desde então4 . No Brasil, a sua adaptação transcultural foi objeto de projeto de pesquisa5.. Após ser traduzido, validado e intitulado “Pesquisa sobre Segurança do Paciente” o instrumento foi disponibilizado através do PROQUALIS da FIOCRUZ, https://proqualis.net/cartaz/question%C3%A1rio-sobre-seguran%C3%A7a-do-p..., para livre uso no Brasil, sob autorização da AHRQ, sendo utilizado em diversas regiões do Brasil 6-10.   

A atualização do questionário HSOPSC pela AHRQ Em 2020, o interesse investigativo crescente na área da segurança do paciente completou duas décadas, desde a publicação do relatório To Err is Human: Building a Safer Health System, pelo Institute of Medicine dos EUA11 . Ao longo dos anos, usuários estadunidenses e internacionais da primeira versão do HSOPSC e especialistas da área da qualidade e segurança do paciente enviaram achados e comentários à AHRQ, sugerindo mudanças no questionário entre as quais se destacaram: i) a revisão da escrita de itens complexos e difíceis de traduzir; ii) a adição da opção de resposta “não se aplica ou não sei”; iii) alteração da estrutura da dimensão que avalia a resposta ao erro passando, deslocando sua ênfase de uma abordagem essencialmente não punitiva, para contemplar o conceito de cultura justa, a qual enfatiza também a responsabilização organizacional e o aprendizado a partir do erro; iv) redução do número de itens com palavras negativas; e v) revisão dos itens relacionados aos cargos e área de trabalho/setor do hospital (https://www.ahrq.gov/sops/about/faq.html#Q21). Diversos estudos de validação internacionais também apontaram variações na estrutura dimensional do instrumento que sugeriram mudanças12. Baseando-se nessas contribuições, em 2019 a AHRQ lançou a versão atualizada do questionário, nomeando a Hospital Survey on Patient Safety Culture (HSOPSC) versão 2.0.

Data de publicação: 
2022
Idioma do conteúdo: