Uso de imagens digitais da face do paciente para confirmar a sua identidade no sistema de gestão de informações de anestesia de um hospital pediátrico

Thomas, JJ ; Yaster, M ; Guffey, P
Título original:
The Use of Patient Digital Facial Images to Confirm Patient Identity in a Children's Hospital's Anesthesia Information Management System
Resumo:

INTRODUÇÃO:
Os erros na identificação de pacientes, apesar de raros, continuam a ocorrer, mesmo após a implementação do Protocolo Universal. Os pesquisadores de um hospital pediátrico terciário levantaram a hipótese de que a introdução de uma fotografia digital na lista de verificação pré-anestésica reduziria os erros e near misses ligados à identificação incorreta do paciente no período em torno da indução anestésica.
MÉTODOS:
No final de 2014, uma imagem digital da face do paciente, obtida na chegada à área de preparação pré-operatória ou, no caso de pacientes internados, no momento da internação, foi adicionada à tela de verificação inicial do sistema de gestão de informações anestésicas (AIMS, na sigla em inglês). O processo de verificação inclui a inspeção visual da imagem da face do paciente e da pulseira de identificação para verificar o nome do paciente, a sua data de nascimento e o seu número de registro no hospital em comparação com as informações na página de verificação do sistema AIMS. Os eventos e near misses de identificação incorreta de pacientes foram revistos semanalmente pela equipe perioperatória por meio da análise dos registros no sistema AIMS e da autonotificação pelos profissionais no Sistema de Notificação de Incidentes de Anestesia da instituição.
RESULTADOS:
Entre 1 de janeiro de 2015 e 1 de julho de 2018, 95.146 pacientes (42.255 mulheres e 52.891 homens) foram anestesiados no hospital, sendo detectado apenas um caso de identificação incorreta de um paciente no sistema AIMS. Um intervalo de pontuação de Wilson daria uma porcentagem de 0,001% (intervalo de confiança de 95%: 0,0002%-0,006%). Portanto, temos uma certeza de 95% de que a taxa verdadeira de identificação incorreta de pacientes está abaixo de 1 em 16.794 pacientes.
CONCLUSÃO:
No momento da indução anestésica, a inclusão de uma imagem digital atual da face do paciente ao Protocolo Universal pode ser útil na prevenção de erros de identificação e de registro incorreto na ficha de anestesia.
 

Resumo Original:

INTRODUCTION:
Patient identification errors, albeit rare, continue to occur despite the implementation of the Universal Protocol. Researchers at a tertiary care children's hospital hypothesized that introduction of a digital photograph to the preanesthesia checklist would reduce wrong-patient charting and near-miss events around the induction of anesthesia.
METHODS:
In late 2014 a digital facial image obtained either on arrival to the preoperative preparation area or for inpatients, on admission to the hospital, was added to the initial verification screen (anesthesia sign-in) of the anesthesia information management system (AIMS). This verification process includes visual inspection of the patient's facial image and checking the patient's hospital ID bracelet for the patient's name, birthdate, and hospital number against the AIMS verification page. Wrong-patient charting and near-miss events were reviewed weekly by the electronic health record (EHR) perioperative team through analysis of AIMS records and through provider self-report to the institution's Anesthesia Incident Reporting System.
RESULTS:
Between January 1, 2015, and July 1, 2018, 95,146 patients (42,255 females; 52,891 males) were anesthetized in the hospital with only one instance of charting on the wrong patient in the AIMS. A Wilson score interval would give a percentage of 0.001% (95% confidence interval: 0.0002%-0.006%). Therefore, we are 95% certain that the true rate of charting on the wrong patient is below 1 in 16,794 patients.
CONCLUSION:
At the induction of anesthesia, the addition of a current digital facial image to the Universal Protocol may be useful in preventing misidentification and mischarting on the anesthetic record.
 

Fonte:
; 46(2): 118-121; 2020. DOI: 10.1016/j.jcjq.2019.10.007.