Resultados de um programa de profilaxia para tromboembolismo venoso em pacientes internados

Cardoso LF1 ; Krokoscz DV1 ; de Paiva EF1 ; Furtado IS1 ; Mattar J Jr1 ; de Souza E Sá MM1 ; de Lira AC1
Título original:
Results of a venous thromboembolism prophylaxis program for hospitalized patients.
Resumo:

INTRODUÇÃO:
O tromboembolismo venoso (TEV) é a principal causa de morte evitável em pacientes internados. No entanto, as diretrizes existentes para a profilaxia raramente são seguidas.
OBJETIVO:
O objetivo deste estudo foi apresentar e discutir as estratégias de implementação e os resultados de um programa de profilaxia de TEV para pacientes clínicos e cirúrgicos internados em um grande hospital geral.
PACIENTES E MÉTODOS:
Este estudo observacional prospectivo foi realizado para descrever a estratégia utilizada para implementar um programa de profilaxia de TEV em pacientes clínicos e cirúrgicos internados e analisar os resultados em termos da taxa de realização da avaliação de risco nas primeiras 24 horas após a internação, a adequação da prescrição da profilaxia e a prevalência de TEV nos registros de alta hospitalar antes e após a implementação do programa. Utilizamos o teste do qui-quadrado de Mantel-Haenszel para determinar a tendência linear da análise de dados e estabelecemos o nível de significância em p<0,05.
RESULTADOS:
Com o apoio de um comitê institucional para a profilaxia de TEV, utilizamos uma abordagem de estratégia múltipla na implementação do protocolo, que incluiu a educação continuada, o registro completo de dados usando sistemas computadorizados e um programa contínuo de auditoria e feedback aos profissionais médicos e às equipes multidisciplinares. Aproximadamente 90% dos pacientes foram avaliados nas primeiras 24 horas após a internação, e não foram observadas diferenças significativas nesse percentual entre os anos analisados. Observou-se um aumento progressivo na adesão às recomendações do protocolo, de 63,8% em 2010 para 75,0% em 2014 (p<0,001). A prevalência de TEV sintomático nos registros de alta dos pacientes diminuiu de 2,03% em 2009 para 1,69% em 2014 (p=0,033).
CONCLUSÃO:
A implementação de um programa de profilaxia de TEV dirigido a pacientes adultos internados em um grande hospital, empregando uma abordagem de estratégia múltipla, alcançou altas taxas de avaliação de risco nas primeiras 24 horas de internação, melhorou a adesão às recomendações para a profilaxia em pacientes de alto risco e reduziu a taxa de eventos de TEV nos registros de alta.
PALAVRAS-CHAVE:
Trombose venosa profunda; Segurança do paciente; Prevenção e controle; Embolia pulmonar; Controle de qualidade.

Resumo Original:

INTRODUCTION:
Venous thromboembolism (VTE) is the leading cause of preventable death in hospitalized patients. However, existing prophylaxis guidelines are rarely followed.
OBJECTIVE:
The aim of the study was to present and discuss implementation strategies and the results of a VTE prophylaxis program for medical and surgical patients admitted to a large general hospital.
PATIENTS AND METHODS:
This prospective observational study was conducted to describe the strategy used to implement a VTE prophylaxis program in hospitalized medical and surgical patients and to analyze the results in terms of the risk assessment rate within the first 24 hours after admission, adequacy of the prophylaxis prescription, and prevalence of VTE in the discharge records before and after program implementation. We used the Mantel-Haenszel chi-square test for the linear trend of the data analysis and set the significance level to P<0.05.
RESULTS:
With the support of an institutional VTE prophylaxis committee, a multiple-strategy approach was used in the implementation of the protocol, which included continuing education, complete data recording using computerized systems, and continuous auditing of and feedback to the medical staff and multidisciplinary teams. Approximately 90% of patients were evaluated within the first 24 hours after admission, and no significant difference in this percentage was observed among the years analyzed. A progressive increase in adherence to protocol recommendations, from 63.8% in 2010 to 75.0% in 2014 (P<0.001), was noted. The prevalence of symptomatic VTE in the discharge records of patients decreased from 2.03% in 2009 to 1.69% in 2014 (P=0.033).
CONCLUSION:
The implementation of a VTE prophylaxis program targeting adult patients admitted to a large hospital employing a multiple-strategy approach achieved high rates of risk assessment within 24 hours of admission, improved the adherence to prophylaxis recommendations in high-risk patients, and reduced the rate of VTE events in the discharge records.
KEYWORDS:
deep venous thrombosis; patient safety; prevention and control; pulmonary embolism; quality control.

Fonte:
; 12: 491-496; 2016. DOI: 10.2147/VHRM.S101880.