Propriedades psicométricas da versão brasileira da Escala de Conhecimentos de Enfermeiros para Medicamentos de Alta Vigilância: um estudo-piloto.

Apolinário ; Silva ; de Oliveira ; Gonçalves ; Rodrigues ; de Melo Lima
Título original:
Psychometric Properties of the Brazilian Version of the Nurses' Knowledge of High-Alert Medications Scale: A Pilot Study.
Resumo:

Resumo
CONTEXTO E OBJETIVO:
Os medicamentos de alta vigilância são os que apresentam alto risco de causar danos significativos aos pacientes quando usados erroneamente, e as suas consequências podem ser fatais. A Escala de Conhecimentos de Enfermeiros para Medicamentos de Alta vigilância (NKHAM, Nurses' Knowledge of High-Alert Medication) é uma ferramenta disponível para avaliar os conhecimentos práticos dos enfermeiros sobre esta questão.
OBJETIVO:
Este estudo-piloto teve como objetivo medir a confiabilidade e a validade de grupos conhecidos da versão brasileira da NKHAM.
MÉTODOS:
Este estudo-piloto psicométrico foi realizado na Faculdade de Enfermagem e no Hospital Universitário da Universidade de Campinas, em São Paulo, Brasil. Ao todo, 40 estudantes de enfermagem e 44 enfermeiros que trabalham em ambientes clínicos ou cirúrgicos complexos preencheram um questionário sociodemográfico e a versão brasileira da NKHAM. O coeficiente de Kuder-Richardson 20 (KR-20) e o teste de Mann-Whitney foram usados para estabelecer a confiabilidade e a validade de grupos conhecidos. Um nível de significância de ≤0,05 foi adotado em todas as análises.
RESULTADOS:
As análises demonstraram escores preliminares de confiabilidade aceitáveis, de 0,55 e 0,60 nos domínios A e B da NKHAM, respectivamente. Foi encontrada uma diferença significativa entre os conhecimentos dos estudantes de enfermagem e dos enfermeiros sobre os medicamentos de alta vigilância, demonstrando a capacidade da escala de discriminar entre os dois grupos.
IMPLICAÇÕES PARA A PRÁTICA:
Embora este seja um estudo-piloto, os resultados sugerem que a versão brasileira da NKHAM pode ser uma ferramenta confiável e válida para medir os conhecimentos dos enfermeiros sobre os medicamentos de alta vigilância.
PALAVRAS-CHAVE:
Medicamentos de alta vigilância; erros de medicação; enfermagem; segurança do paciente; psicometria; escalas de classificação.

Resumo Original:

Abstract
BACKGROUND AND PURPOSE:
High-alert medication is considered to be a medication that presents a high risk of causing significant patient harm when used erroneously and its consequences can be fatal. The Nurses' Knowledge of High-Alert Medication scale (NKHAM) is a tool available to evaluate the knowledge of nurses in practice about this issue.
AIM:
This pilot study aimed to measure the reliability and known-groups validity of the Brazilian version of the NKHAM.
METHODS:
This pilot psychometric study was carried out at the Faculty of Nursing and University Hospital of the University of Campinas, São Paulo, Brazil. Forty nursing students and 44 registered nurses working in complex clinical or surgical settings completed a sociodemographic questionnaire and the Brazilian version of the NKHAM. The Kuder-Richardson 20 (KR-20) coefficient and Mann-Whitney test were used to establish reliability and known-groups validity. A significance level of ≤ 0.05 was adopted for all the analyses.
RESULTS:
Analyses demonstrated preliminary acceptable reliability scores of 0.55 and 0.60 in domains A and B of NKHAM, respectively. A significant difference was found between the nursing students' and the registered nurses' knowledge of high-alert medications, demonstrating the scale's ability to discriminate between the two groups.
IMPLICATIONS FOR PRACTICE:
Although this is pilot study, results suggest that the Brazilian version of the NKHAM might be a reliable and valid tool to measure nurses' knowledge of high-alert medications.
KEYWORDS:
high-alert medication; medication errors; nursing; patient safety; psychometrics; rating scales.

Fonte:
; 33(1): 23-38; 2019. DOI: 10.1891/1541-6577.33.1.23..