O próximo desafio organizacional: identificar e lidar com o erro diagnóstico

GRABER, M. L. ; TROWBRIDGE, R. ; MYERS, J. S. ; UMSCHEID, C. A. ; STRULL, W. ; KANTER, M. H.
Título original:
The next organizational challenge: finding and addressing diagnostic error
Resumo:

Contexto: Embora as organizações de cuidados de saúde (OCSs) se concentrem bastante em melhorar a segurança do cuidado, até o presente elas têm se voltado praticamente só para as questões relativas ao tratamento. A literatura confirma que as abordagens usadas pelas OCSs para detectar eventos adversos não conseguem identificar os erros diagnósticos, o que se constitui, então, um primeiro desafio. POR QUE AS ORGANIZAÇÕES DE CUIDADOS DE SAÚDE PRECISAM SE ENVOLVER? As OCSs estão preocupadas com muitas questões operacionais e clínicas ligadas à qualidade e à segurança, inclusive com as medições do desempenho. Porém, a argumentação para que se preste atenção aos erros diagnósticos baseia-se nos quatro pontos seguintes: (1) erros diagnósticos são comuns e prejudiciais; (2) cuidados de saúde de alta qualidade requerem diagnósticos de alta qualidade; (3) erros diagnósticos são custosos; e (4) as OSCs estão bem preparadas para tomar a dianteira na redução do erro diagnóstico. COMO ENCONTRAR ERROS DIAGNÓSTICOS: As abordagens recentes usadas para identificar erros diagnósticos – como rastreamentos, relatórios de incidentes, autópsia e revisão de pares – não foram projetadas para detectar questões relativas aos diagnósticos (ou problemas de omissão em geral) nem para depender da notificação voluntária. A percepção de que as ferramentas existentes são inadequadas gerou esforços para identificar novas ferramentas que possam ser usadas para descobrir erros diagnósticos ou rupturas no processo diagnóstico que estejam associadas a erros. Novas abordagens – os erros diagnósticos encontrados a partir de casos do Maine Medical Center, através da facilitação de relatos diretos dos médicos, e os relatórios baseados nos prontuários eletrônicos de saúde do Kaiser Permanente, que detectam rupturas no acompanhamento de achados anormais – são descritas nos estudos de caso.

Conclusão: Através da conscientização e da implantação de programas direcionados para tratar da questão do erro diagnóstico, as OSCs podem passar a desempenhar um papel importante na resolução da problemática do erro diagnóstico.

Resumo Original:

Background: Although health care organizations (HCOs) are intensely focused on improving the safety of health care, efforts to date have almost exclusively targeted treatment-related issues. The literature confirms that the approaches HCOs use to identify adverse medical events are not effective in finding diagnostic errors, so the initial challenge is to identify cases of diagnostic error. WHY HEALTH CARE ORGANIZATIONS NEED TO GET INVOLVED: HCOs are preoccupied with many quality- and safety-related operational and clinical issues, including performance measures. The case for paying attention to diagnostic errors, however, is based on the following four points: (1) diagnostic errors are common and harmful, (2) high-quality health care requires high-quality diagnosis, (3) diagnostic errors are costly, and (4) HCOs are well positioned to lead the way in reducingdiagnostic error. FINDING DIAGNOSTIC ERRORS: Current approaches to identifying diagnostic errors, such as occurrence screens, incident reports, autopsy, and peer review, were not designed to detect diagnostic issues (or problems of omission in general) and/or rely on voluntary reporting. The realization that the existing tools are inadequate has spurred efforts to identify novel tools that could be used to discover diagnostic errors or breakdowns in the diagnostic process that are associated with errors. New approaches--Maine Medical Center's case-finding of diagnostic errors by facilitating direct reports from physicians and Kaiser Permanente's electronic health record--based reports that detect process breakdowns in the followup of abnormal findings--are described in case studies.

Conclusion: By raising awareness and implementing targeted programs that address diagnostic error, HCOs may begin to play an important role in addressing the problem of diagnostic error.

Fonte:
Jt Comm J Qual Saf ; 40(3): 102-110; 2014.
DECS:
conscientização, diagnostico, documentação, eficiência organizacional, registros eletronicos de saúde, administração hospitalar, qualidade da assistência à saúde, fatores de risco, erros médicos