O impacto de uma intervenção multifacetada, incluindo um sistema de alertas eletrônicos e um time de resposta rápida para sepse, sobre os resultados do cuidado de pacientes com sepse e choque séptico

ARABI, Y. M. ; AL-DORZI, H. M. ; ALAMRY, A. ; HIJAZI, R. ; ALSOLAMY, S. ; AL SALAMAH, M. ; TAMIM, H. M.
Título original:
The impact of a multifaceted intervention including sepsis electronic alert system and sepsis response team on the outcomes of patients with sepsis and septic shock
Resumo:

Contexto: A adesão a diretrizes da prática clínica para o gerenciamento da sepse é baixa. O objetivo do nosso estudo foi descrever os resultados da implementação de uma intervenção multifacetada, que incluiu alertas eletrônicos e um time de resposta rápida para sepse (TRRS) sobre os resultados do cuidado de pacientes com sepse e choque séptico no serviço de emergência.

 

Métodos: Este foi um estudo de implementação do tipo pré/pós-intervenção em duas fases, que consistiu em uma fase pré-intervenção (de 01 de janeiro de 2011 a 24 de setembro de 2012), uma fase de intervenção I (intervenção multifacetada, incluindo alertas eletrônicos, de 25 de setembro de 2012 a 03 de março de 2013) e uma fase de intervenção II, quando foi incluído o TRRS (de 04 de março de 2013 a 30 de outubro de 2013) em um hospital universitário terciário de 900 leitos. Registramos as características e os processos de cuidado em pacientes adultos que se apresentaram com sepse ou choque séptico na linha de base. O desfecho primário foi a mortalidade hospitalar; os desfechos secundários foram a necessidade de ventilação mecânica e o tempo de permanência na unidade de terapia intensiva e no hospital.

 

Resultados: Após a implementação da intervenção multifacetada, incluindo os alertas eletrônicos e o TRRS, os casos foram identificados com anormalidades clínicas e laboratoriais menos severas e houve melhoria nos processos de cuidado. Quando ajustadas para o escore de propensão, as intervenções estiveram associadas à redução da mortalidade hospitalar [para a fase de intervenção II comparada à fase pré-intervenção: odds ratio ajustado (ORa) 0,71, IC 95% 0,58-0,85, p=0,003],  redução na necessidade de ventilação mecânica (ORa 0,45, IC 95% 0,37-0,55, p<0,0001) e redução no tempo de permanência na UTI e no hospital para todos os pacientes, bem como no tempo de permanência na UTI para os pacientes que sobreviveram.

 

Conclusões: A implementação de uma intervenção multifacetada, incluindo alertas eletrônicos e um time de resposta rápida para sepse, esteve associada à identificação precoce da sepse, maior adesão ao protocolo de reanimação para sepse e à redução da necessidade de ventilação mecânica, da mortalidade hospitalar e do tempo de permanência.

Resumo Original:

Background: Compliance with the clinical practice guidelines of sepsis management has been low. The objective of our study was to describe the results of implementing a multifaceted intervention including an electronic alert (e-alert) with a sepsis response team (SRT) on the outcome of patients with sepsis and septic shock presenting to the emergency department.

Methods: This was a pre-post two-phased implementation study that consisted of a pre-intervention phase (January 01, 2011-September 24, 2012), intervention phase I (multifaceted intervention including e-alert, from September 25, 2012-March 03, 2013) and intervention phase II when SRT was added (March 04, 2013-October 30, 2013) in a 900-bed tertiary-care academic hospital. We recorded baseline characteristics and processes of care in adult patients presenting with sepsis or septic shock. The primary outcome measures were hospital mortality. Secondary outcomes were the need for mechanical ventilation and length of stay in the intensive unit and in the hospital.

Results: After implementing the multifaceted intervention including e-alert and SRT, cases were identified with less severe clinical and laboratory abnormalities and the processes of care improved. When adjusted to propensity score, the interventions were associated with reduction in hospital mortality [for intervention phase II compared to pre-intervention: adjusted odds ratio (aOR) 0.71, 95% CI 0.58-0.85, p = 0.003], reduction in the need for mechanical ventilation (aOR 0.45, 95% CI 0.37-0.55, p < 0.0001) and reduction in ICU LOS and hospital LOS for all patients as well as ICU LOS for survivors.

Conclusions: Implementing a multifaceted intervention including sepsis e-alert with SRT was associated with earlier identification of sepsis, increase in compliance with sepsis resuscitation bundle and reduction in the need for mechanical ventilation and reduction in hospital mortality and LOS.

Fonte:
; 7(1): 57; 2017. DOI: 10.1186/s13613-017-0280-7.