O elemento negligenciado da higienização das mãos – a importância da secagem das mãos, a eficiência dos diferentes métodos e suas implicações clínicas: uma revisão

Gammon J ; Hunt J
Título original:
The neglected element of hand hygiene - significance of hand drying, efficiency of different methods and clinical implication: A review
Resumo:

A higienização das mãos é uma estratégia fundamental para controlar a propagação de infecções. A secagem cuidadosa das mãos é uma parte integrante do processo de higienização que visa otimizar a remoção de microrganismos potencialmente patogênicos. A secagem ineficaz resulta em mãos molhadas, que constituem um risco de infecção por aumentarem o potencial de infecção cruzada, dermatite de contato ocupacional para os profissionais da saúde, danos aos pacientes e contaminação ambiental. As evidências indicam que existem poucos estudos sobre a importância da secagem das mãos e a efetividade e o impacto clínico dos diferentes métodos de secagem. O objetivo deste artigo de revisão foi mapear e examinar a literatura existente relativa à secagem das mãos, examinar as consequências clínicas que as mãos molhadas têm para os pacientes, os profissionais da saúde e o ambiente clínico, avaliar a efetividade de diferentes métodos de secagem, considerar o impacto sobre a segurança do paciente e promover a pesquisa, o debate e as práticas relacionadas à secagem das mãos. O referencial metodológico aplicado nesta revisão foi o de Arksey e O’Malley (2007). Dentre os 112 resumos examinados, 21 artigos foram incluídos na revisão. A análise identificou três temas emergentes principais na literatura: (1) efetividade dos métodos de secagem das mãos, (2) método de secagem e translocação e dispersão microbiana e contaminação ambiental e (3) métodos de secagem e sustentabilidade ambiental. Esta revisão destaca a importância da secagem das mãos no processo de higienização das mãos e sugere que a efetividade da secagem das mãos é um fator crucial para a prevenção da transferência de microrganismos para o ambiente e de pessoa para pessoa após a lavagem das mãos. Em conclusão, este artigo defende que é preciso dar mais atenção à secagem das mãos em termos de prática, políticas e pesquisa, devendo ser dado um maior enfoque à sua importância nos ambientes clínicos.
PALAVRAS-CHAVE:
higienização das mãos; secagem das mãos; revisão; translocação; mãos molhadas

Resumo Original:

Hand hygiene is a fundamental strategy for controlling the spread of infection. Careful hand drying is integral to the process of hand hygiene, which aims to optimise the removal of potentially pathogenic microorganisms. Ineffective hand drying results in wet hands that are an infection risk increasing the potential for cross-infection, occupational contact dermatitis for healthcare practitioners, harm to patients and environmental contamination. Evidence indicates that there has been limited research regarding the significance of hand drying and the efficacy and clinical impact of different drying methods. The purpose of this review paper was to scope and evaluate the existing literature pertaining to hand drying; to examine the clinical consequences associated with wet hands for patients, healthcare practitioners and the clinical environment; to assess the efficacy of different drying methods; to consider the impact on patient safety; and to progress the research, debate and practice relating to hand drying. The methodological framework applied in this review was that of Arksey and O'Malley (2007). Twenty-one papers identified from 112 abstracts screened were included in the review. Analysis identified three primary themes emerging from the literature: (1) efficacy of hand drying methods; (2) drying method and microbial translocation, dispersion and environmental contamination; and (3) drying methods and environmental sustainability. This review highlights the equal importance of hand drying in the process of hand hygiene and suggests that the efficacy of hand drying is a critical factor in the prevention of the transfer of microorganisms to the environment, and from person to person following hand washing. In conclusion, this paper argues that greater attention needs to be given to hand drying in terms of practice, policy and research and its importance in clinical settings given greater focus.
KEYWORDS:
Hand hygiene; hand drying; review; translocation; wet hands

Fonte:
; 20(2): 66-74; 2020. DOI: 10.1177/1757177418815549.