Doença cardíaca hipertensiva

PHILLIPS, R. A. ; DIAMOND, J. A.
Título original:
Hypertensive Heart Disease: Review
Resumo:

A hipertrofia ventricular esquerda (HVE) e a disfunção diastólica (DD) são manifestações precoces da lesão cardiovascular de órgãos-alvo em pacientes com hipertensão arterial, e indicam a presença de doença cardíaca hipertensiva. A identificação da doença cardíaca hipertensiva é fundamental, pois esses pacientes estão mais propensos a insuficiência cardíaca congestiva, arritmias, infarto do miocárdio e morte súbita cardíaca. A redução da massa ventricular esquerda com a terapia anti-hipertensiva diminui o risco de eventos cardiovasculares futuros. O objetivo da terapia anti-hipertensiva é reduzir a pressão arterial (PA) e também interromper processos fisiopatológicos independentes da PA que promovem a HVE e a DD. O objetivo desta revisão é resumir as abordagens atuais e emergentes sobre a fisiopatologia e o tratamento da doença cardíaca hipertensiva.

Resumo Original:

Left ventricular hypertrophy (LVH) and diastolic dysfunction (CHF-D) are the early manifestations of cardiovascular target organ damage in patients with arterial hypertension and signify hypertensive heart disease. Identification of hypertensive heart disease is critical, as these individuals are more prone to congestive heart failure, arrhythmias, myocardial infarction and sudden cardiac death. Regression of left ventricular (LV) mass with antihypertensive therapy decreases the risk of future cardiovascular events. The goal of antihypertensive therapy is to both lower blood pressure (BP) and interrupt BP-independent pathophysiologic processes that promote LVH and CHF-D. The purpose of this review is to summarize current and emerging approaches to the pathophysiology and treatment of hypertensive heart disease.

Fonte:
; 28(3): 191-202; 2005.
DECS:
cardiopatas, hipertrofia ventricular esquerda, insuficiência cardíaca diastolica, anti-hipertensivos, /fisiopatologia