Barreiras e fatores facilitadores para o uso de medicamentos durante a transição do hospital para o domicílio: um estudo qualitativo entre pacientes.

Daliri ; Bekker ; Buurman ; Scholte Op Reimer ; van den Bemt ; Karapinar-Çarkit
Título original:
Barriers and facilitators with medication use during the transition from hospital to home: a qualitative study among patients.
Resumo:

Resumo
CONTEXTO:
Durante as transições do hospital para o domicílio, cerca de metade dos pacientes sofre problemas relacionados à medicação, tais como os eventos adversos relacionados a medicamentos. Para reduzir a ocorrência desses problemas, é preciso conhecer as experiências dos pacientes com o uso de medicamentos durante essa transição. Este estudo visou identificar as perspectivas dos pacientes sobre as barreiras e os fatores facilitadores para o uso de medicamentos durante a transição do hospital para o domicílio.
MÉTODOS:
Realizamos um estudo qualitativo em 2017 entre pacientes que receberam alta de dois hospitais, utilizando um roteiro de entrevistas semiestruturadas. Pedimos aos pacientes que identificassem todas as barreiras que vivenciaram com o uso de medicamentos durante as transições do hospital para o domicílio e os fatores facilitadores necessários para superá-las. Avaliamos os dados por meio de uma análise temática do conteúdo, visualizada usando um diagrama de Ishikawa.
RESULTADOS:
Foram conduzidos três grupos focais com 19 pacientes (idade média: 70,8 anos [DP 9,3], 63% do sexo feminino). Identificamos três barreiras: a falta de atenção personalizada no cuidado contínuo, a transmissão insuficiente de informações (por exemplo, sobre mudanças na farmacoterapia) e problemas na organização do cuidado (como na substituição da medicação). Os fatores facilitadores para superar essas barreiras incluíram um conselheiro pessoal, presente no cuidado contínuo, que oriente os pacientes sobre o uso de medicamentos e ajude a superar as barreiras de comunicação, e o acompanhamento após a alta (por exemplo, com visitas domiciliares de profissionais da saúde).
CONCLUSÕES:
Durante as transições do hospital para o domicílio, os pacientes vivenciam barreiras individuais, organizacionais e relacionadas aos profissionais da saúde. A pesquisa futura deve se concentrar nos conselheiros pessoais que orientam os pacientes sobre o uso de medicamentos no cuidado contínuo e na atenção pós-alta como formas de superar as barreiras de comunicação, emocionais, organizacionais e de informação relacionadas ao uso de medicamentos.
PALAVRAS-CHAVE:
Continuidade do cuidado do paciente; grupos focais; erros de medicação; pesquisa qualitativa
PMID:30925880 DOI:10.1186/s12913-019-4028-y

Resumo Original:

Abstract
BACKGROUND:
During transitions from hospital to home, up to half of all patients experience medication-related problems, such as adverse drug events. To reduce these problems, knowledge of patient experiences with medication use during this transition is needed. This study aims to identify the perspectives of patients on barriers and facilitators with medication use, during the transition from hospital to home.
METHODS:
A qualitative study was conducted in 2017 among patients discharged from two hospitals using a semi-structured interview guide. Patients were asked to identify all barriers they experienced with medication use during transitions from hospital to home, and facilitators needed to overcome those barriers. Data were analyzed following thematic content analysis and visualized using an "Ishikawa" diagram.
RESULTS:
In total, three focus groups were conducted with 19 patients (mean age: 70.8 (SD 9.3) years, 63% female). Three barriers were identified; lack of personalized care in the care continuum, insufficient information transfer (e.g. regarding changes in pharmacotherapy), and problems in care organization (e.g. medication substitution). Facilitators to overcome these barriers included a personal medication-counselor in the care continuum to guide patients with medication use and overcome communication barriers, and post-discharge follow-up care (e.g. home visits from healthcare providers).
CONCLUSIONS:
During transitions from hospital to home patients experience individual-, healthcare provider- and organization level barriers. Future research should focus on personal-medication counselors in the care continuum and post-discharge follow-up care as it may overcome communication, emotional, information and organization barriers with medication use.
KEYWORDS:
Continuity of patient care; Focus groups; Medication errors; Qualitative research
PMID:30925880  DOI:10.1186/s12913-019-4028-y
 

Fonte:
; 19(1): 204; 2019. DOI: 10.1186/s12913-019-4028-y.