Além da entrada e da saída: higienização das mãos à beira do leito

Woodard, JA ; Leekha, S ; Jackson, SS ; Thom, KA
Título original:
Beyond entry and exit: Hand hygiene at the bedside
Resumo:

CONTEXTO:
Nosso objetivo foi avaliar a adesão, os conhecimentos e as atitudes em relação aos “5 momentos para a higienização das mãos (HM)”, da Organização Mundial da Saúde (OMS).
MÉTODOS:
Avaliamos a adesão à HM no período de julho a agosto de 2016 com uma versão modificada do formulário de observação da HM da OMS. Utilizamos um inquérito com 26 perguntas para avaliar os conhecimentos, opiniões e barreiras à HM entre profissionais da saúde. Um subgrupo de profissionais participou de um inquérito focado, em duas fases, para atribuir prioridade a cada momento.
RESULTADOS:
Foram observadas 302 oportunidades de HM em 104 interações únicas entre profissionais e pacientes. A HM foi realizada em 106 (35%) oportunidades: 37% (25 de 68) antes de tocar num paciente, 9% (6 de 70) antes de procedimentos assépticos, 5% (1 de 22) após a exposição ou o risco de exposição a fluidos corporais, 63% (55 de 88) após tocar num paciente e 35% (19 de 54) após tocar no ambiente em torno do paciente. Ao todo, 218 profissionais da saúde preencheram o questionário; 63 (29%) estavam familiarizados com os 5 momentos da OMS, mas só 13 (21%) foram capazes de recordar todos os 5 momentos. Nos inquéritos focados, 46% (6 de 13) classificaram “antes de um procedimento asséptico” como o momento de HM mais importante, e 86% (11 de 13) identificaram “após tocar no ambiente do paciente” como o menos importante.
CONCLUSÕES:
Encontramos muitas oportunidades de HM nas quais a adesão é baixa. A falta de reconhecimento das oportunidades à beira do leito e o uso frequente de luvas podem contribuir para uma menor adesão.
PALAVRAS-CHAVE:
infecções relacionadas à assistência à saúde; prevenção de infecções; 5 momentos da Organização Mundial da Saúde (OMS)
 

Resumo Original:

BACKGROUND:
We aimed to assess compliance, knowledge, and attitudes regarding the World Health Organization (WHO) 5 moments for hand hygiene (HH).
METHODS:
We assessed HH compliance from July-August 2016, using a modified WHO HH observation form. A 26-question survey was used to assess health care personnel (HCP) knowledge, opinions, and barriers to HH. A subgroup of HCPs participated in a 2-round focused survey to assign priority to the moments.
RESULTS:
Three hundred two HH opportunities were observed in 104 unique HCP-patient interactions. HH was performed at 106 (35%) opportunities, 37% (25 of 68) before touching a patient, 9% (6 of 70) before aseptic procedures, 5% (1 of 22) after body fluid exposure or risk, 63% (55 of 88) after touching a patient, and 35% (19 of 54) after touching patient surroundings. Two hundred eighteen HCPs completed the survey; 63 (29%) were familiar with the WHO 5 moments but only 13 (21%) were able to recall all 5 moments. In the focused surveys, 46% (6 of 13) ranked "before aseptic procedure" as the most important HH moment, and 86% (11 of 13) identified "after touching patient surroundings" as the least important.
CONCLUSIONS:
We found frequent opportunities for HH with infrequent compliance. Lack of recognition of opportunities at the bedside and frequent glove use may contribute to lower compliance.
KEYWORDS:
Health care–associated infections; Infection prevention; World Health Organization (WHO) 5 moments
 

Fonte:
; 47(5): 487-491; 2020. DOI: 10.1016/j.ajic.2018.10.026.