Acreditação como uma ferramenta administrativa: um inquérito nacional sobre as percepções dos administradores hospitalares e o uso de um programa de acreditação obrigatório na Dinamarca

Louise A. Ellis ; Anne Nicolaisen ; Søren Bie Bogh ; Kate Churruca ; Jeffrey Braithwaite ; Christian von Plessen
Título original:
Accreditation as a management tool: a national survey of hospital managers' perceptions and use of a mandatory accreditation program in Denmark
Resumo:

CONTEXTO: Este estudo teve como objetivo examinar as atitudes de administradores hospitalares em relação ao uso de um programa de acreditação obrigatório na Dinamarca, o Programa Dinamarquês de Qualidade em Saúde (Den Danske Kvalitetsmodel [DDKM]), após o seu término em 2015. MÉTODOS: Realizamos um inquérito transversal on-line de alcance nacional com todos os administradores sênior e de nível médio nos 31 hospitais públicos gerais e psiquiátricos da Dinamarca. Examinamos as atitudes dos administradores em relação ao uso do DDKM como uma ferramenta administrativa usando escalas de Likert de 5 pontos. A análise de regressão examinou diferenças nas respostas por idade, anos no cargo atual e nível hierárquico. RESULTADOS: A taxa de resposta foi de 49%, com a participação de 533 dos 1.095 administradores. De modo geral, as percepções dos administradores sobre a acreditação foram favoráveis, sendo destacadas algumas das principais vantagens da acreditação. O DDKM foi considerado útil principalmente para padronizar processos, melhorar a segurança do paciente e esclarecer as responsabilidades dentro da organização. Os administradores demonstraram atitudes mais negativas em relação à capacidade do DDKM de melhorar o desempenho financeiro dos hospitais, reformular o ambiente de trabalho e apoiar o funcionamento das equipes clínicas. Os resultados foram geralmente consistentes entre as diferentes idades e níveis hierárquicos; no entanto, os administradores com mais anos de experiência no cargo tiveram atitudes mais favoráveis, e houve alguma variação nas atitudes em relação ao uso do DDKM entre as regiões do país. CONCLUSÃO: No futuro, é preciso dar mais atenção às atitudes em relação à acreditação. Atitudes positivas e o uso efetivo da acreditação como uma ferramenta administrativa podem apoiar a implementação da acreditação, o desenvolvimento de padrões, a superação de discordâncias e barreiras e melhorar os programas de qualidade futuros.

Resumo Original:

BACKGROUND: This study aimed to examine managers' attitudes towards and use of a mandatory accreditation program in Denmark, the Danish Healthcare Quality Program (Den Danske Kvalitetsmodel [DDKM]) after it was terminated in 2015. METHODS: We designed a nationwide cross-sectional online survey of all senior and middle managers in the 31 somatic and psychiatric public hospitals in Denmark. We elicited managers' attitudes towards and use of DDKM as a management using 5-point Likert scales. Regression analysis examined differences in responses by age, years in current position, and management level. RESULTS: The response rate was 49% with 533 of 1095 managers participating. Overall, managers' perceptions of accreditation were favorable, highlighting key findings about some of the strengths of accreditation. DDKM was found most useful for standardizing processes, improving patient safety, and clarifying responsibility in the organization. Managers were most negative about DDKM's ability to improve their hospitals' financial performance, reshape the work environment, and support the function of clinical teams. Results were generally consistent across age and management level; however, managers with greater years of experience in their position had more favorable attitudes, and there was some variation in attitudes towards and use of DDKM between regions. CONCLUSION: Future attention should be paid to attitudes towards accreditation. Positive attitudes and the effective use of accreditation as a management tool can support the implementation of accreditation, the development of standards, overcoming disagreements and boundaries and improving future quality programs.

Fonte:
; 20(1): 306; 2020. DOI: 10.1186/s12913-020-05177-7.