Proqualis realiza oficina sobre qualidade do cuidado de saúde e segurança do paciente

A atividade fez parte do Pré-Congresso Abrascão 2018 e permitiu a construção de reflexões abrangentes sobre a ocorrência de eventos adversos em saúde.

Autor pessoal: 
Annalu Pinto da Silva;

Como parte das atividades do Pré-Congresso Abrascão 2018, o Proqualis realizou ontem (24/07) a oficina ‘Qualidade do Cuidado de Saúde e Segurança do Paciente’. A oficina permitiu a construção coletiva de conceitos e de reflexões muito abrangentes sobre a ocorrência de eventos adversos no cuidado de saúde.

A coordenadora do Proqualis, Margareth Portela, fez a abertura oficial da oficina e apresentou a dinâmica do encontro. Os participantes foram divididos em grupos para discussão dos conceitos sobre qualidade, melhoria da qualidade e segurança do paciente. Em um segundo momento, os grupos discutiram casos clínicos previamente selecionados pela equipe do Proqualis. Os casos tratavam de eventos adversos relacionados a sífilis congênita, morte materna, queda e lesão por pressão.

A oficina promoveu debates com os participantes sobre a importância da segurança do paciente. Para o médico João Lucena, coordenador do Programa Farol de Indicadores do Sindhrio, membro do Comitê de Segurança do Paciente da SES/RJ e membro da Câmara Técnica de Segurança do Paciente do Conselho Federal de Medicina, a oficina trabalhou a percepção dos presentes em relação à segurança do paciente, sem abandonar as visões científicas sobre o tema. “A oficina foi concisa, ágil e prática e teve a participação precisa dos orientadores, o que permitiu um grande ganho de aprendizado, como toda boa oficina deve ser”, afirmou Lucena.

Para a psicóloga Nádia Nascimento, doutora em saúde pública pela ENSP/Fiocruz e consultora com experiência na cultura de segurança do paciente, a oficina foi oportuna por falar de um tema bastante discutido no momento. Ela acredita que a possibilidade de discussão em grupo de casos clínicos reais mostrou para a maioria dos participantes a complexidade envolvida na implementação e no desenvolvimento de ações de segurança do paciente nas instituições. “Infelizmente a popularidade do tema ainda não é condizente com o aprofundamento necessário nessas questões”, completou Nascimento.


Equipe responsável pela elaboração da oficina 'Qualidade do Cuidado de Saúde e Segurança do Paciente', realizada pelo Proqualis. Fotos: Annalu Pinto da Silva.


O Coordenador Executivo do Proqualis, o pesquisador Victor Grabois, enfatizou a importância da realização da oficina sobre qualidade do cuidado de saúde e segurança do paciente no âmbito de um congresso de saúde coletiva de tanta relevância, como o 12º Congresso da Abrasco. “Foi um momento de aprendizado muito significativo de todos que participaram, sejam os que estavam na posição de professores, sejam os que estavam na condição de alunos”, avaliou Grabois.

A oficina ‘Qualidade do Cuidado de Saúde e Segurança do Paciente’ foi realizada na UERJ no dia 24 de julho, das 8hs às 17hs, e fez parte do Pré-Congresso Abrascão 2018.

A oficina contou com a coordenação de: Margareth Portela, coordenadora geral do Proqualis; Victor Grabois, coordenador executivo do Proqualis; Carla Gouvêa, assessora técnica-científica do Proqualis e professora do Instituto de Medicina Social da UERJ; e Maria de Lourdes Moura, assessora técnica-científica do Proqualis. A realização do evento teve ainda a colaboração de: Juliana Loureiro da Silva de Queiroz Rodrigues, Leticia Janotti, Meire Cavalieri de Almeida, Sabrina da Costa Machado Duarte, Claudia Dolores Trierweiler S. de O. Corrêa, Vanessa Cristina Felippe Lopes Villar e Annalu Pinto da Silva, jornalista do Proqualis.