Identificação do Paciente

Ferramentas

Rotina de Identificação Correta do Paciente: Meta Internacional de Segurança 1

Protocolo elaborado pelo INTO com o objetivo de identificar o paciente e assegurar o serviço ou tratamento ao paciente certo.

Cartilha de orientações ao paciente

Cartilha elaborada pela equipe do Into contem informações para os pacientes com o objetivo de contribuir para sua qualidade de vida.

Qual o meu papel no processo de qualidade?

Folder elaborado pela equipe do Into destinado aos profissionais de saúde aborda pontos importantes na busca pela qualidade.

Metas Internacionais de Segurança do Paciente no INTO - nova versão

Folheto com orientações sobre as metas internacionais de segurança do paciente fornecido aos profissionais da instituição

Aula

Meta Internacional de Segurança 1: Identificar os pacientes corretamente

Identificar corretamente o paciente é o tema da aula preparada pela equipe do INTO

Literatura de interesse

Identificação incorreta de pacientes no cuidado oncológico

Erros causados por identificação incorreta podem ser evitados quando os profissionais de saúde utilizam dois identificadores para verificar a identidade do paciente.

Uso de pulseiras para reduzir a identificação incorreta de pacientes: uma análise de tarefas guiada pela etnografia

Estudo sobre o uso de pulseiras de identificação aponta necessidade de maior atenção durante as passagens de caso e transferências de pacientes.

Uso de pulseiras de identificação em pacientes internados em um hospital universitário

Pesquisa realizada em hospital universitário brasileiro evidenciou elevada taxa de conformidade das pulseiras de identificação dos pacientes

Os comportamentos e os padrões de rastreamento visual de enfermeiros podem reduzir a ocorrência de erros na identificação de pacientes

Estudo sugere que enfermeiros podem ser treinados para realizar procedimento de administração de medicamentos mais aprofundado, sem afetar o tempo de conclusão.

Diretriz

Protocolo de identificação de pacientes

Protocolo elaborado pelo Department for Health and Ageing, Government of South Australia, descreve as normas e os princípios para a identificação do paciente.