Princípios básicos para elaboração da Lista - Choosing Wisely Brasil

Autor institucional: 
Choosing Wisely Brasil
Resumo: 

Choosing Wisely Brasil: Princípios básicos para elaboração da Lista

Cada sociedade de especialidade deve:

1. Desenvolver sua lista de acordo com as seguintes regras gerais:

    a. É livre para determinar o processo de criação de sua lista, respeitando algumas regras básicas;
    b. Todo item da lista deve estar de acordo com o escopo de atuação da especialidade;
    c. Priorizar testes, procedimentos ou tratamentos utilizados com bastante frequência e que podem prejudicar pacientes mais do que serem inócuos. Secundariamente, os que representem abordagens diagnósticas ou terapêuticas de baixo valor agregado;
    d. Deve existir um bom corpo de evidências científicas que suporte a recomendação;
    e. O processo de desenvolvimento da lista deve ser rigorosamente documentado e transparente desde o seu início;
    f. Iniciar toda recomendação com as expressões "Não" ou "Reflita muito antes de";
    g. Evite recomendar fazer. Exemplo: "Não prescreva medicação sem olhar interações";
    h. Evite recomendações genéricas. Exemplo: "Não solicite exame sem indicação específica". Costumamos recomendar  acreditando em indicação. Aponte o mais objetivamente quando não fazer.
     i. A lista deve ter pelo menos 5 recomendações, e no máximo 10.

2. Assim que concluída a lista, deve a sociedade avisar imediatamente a Coordenação da Choosing Wisely Brasil para divulgação no mínimo concomitante em http://proqualis.net/choosing-wisely-brasil.

3. Toda sociedade de especialidade deve ter um membro ou staff designado para comunicação com a Choosing Wisely Brasil.

4. As listas devem ser revisadas no mínimo bianualmente.
 
Características das recomendações e textos explicativos:

1. Use linguagem simples na recomendação propriamente dita, considerando que seja bem compreendida também por leilgos;

2.Cada recomendação deve ser apresentada preferencialmente como uma setença simples, no máximo duas, tudo com não mais do que 300 caracteres;

3. Os textos de apoio devem trazer a justificativa para a recomendação, apontando quando a intervenção é apropriada, havendo cenários. É sensato orientar alternativas às medidas desencorajadas, sempre que disponíveis. Não deve conter mais do que 1500 caracteres. 

Papel da Choosing Wisely Brasil:

1. Pode atuar como orientadora da sociedade de especialidade, sempre que solicitado;
2. Articulação entre as sociedades médicas envolvidas;
3. Utilização de um template padrão entre todas as sociedades de especialidades para agrupamento e divulgação das listas;
4. Divulgação das iniciativas da sociedade (Proqualis).

Data de publicação: 
2016
Idioma do conteúdo: