Uma revisão integrativa da segurança do paciente em estudos sobre o cuidado e a segurança de pacientes com deficiências de comunicação em hospitais

HEMSLEY, B. ; GEORGIOU, A. ; HILL, S. ; ROLLO, M. ; STEEL, J. ; BALANDIN, S.
Título original:
An integrative review of patient safety in studies on the care and safety of patients with communication disabilities in hospital
Resumo:

Objetivo: Fazer uma revisão da literatura sobre as experiências de pacientes com deficiências de comunicação em hospitais de acordo com o Modelo Genérico de segurança do paciente.

Métodos: Em 2014 e 2015, fizemos pesquisas em quatro bases de dados científicas em busca de estudos cujos objetivos ou resultados relevantes estivessem ligados à segurança de pacientes internados que tivessem deficiências de comunicação. A revisão incluiu 27 estudos.

Resultados: A pesquisa qualitativa descreveu diversos tipos de eventos adversos. Foram apresentados poucos detalhes sobre fatores contribuintes ou protetores para incidentes de segurança em hospitais nestes pacientes ou sobre o impacto dos incidentes nos pacientes ou organizações envolvidos.

Conclusão: São necessários mais estudos sobre a segurança de pacientes com deficiências de comunicação. É preciso apresentar detalhes suficientes que permitam identificar a natureza, o momento e a detecção dos incidentes, descrever os fatores que contribuem ou previnem os eventos adversos e detalhar o impacto de tais eventos.

Implicações para a prática: A fim de prestar um cuidado seguro e efetivo a pessoas com deficiências de comunicação em hospitais, uma prioridade para os serviços de saúde e serviços para pessoas com deficiências deve ser a concepção e a avaliação de intervenções baseadas em evidências ecologicamente apropriadas para melhorar o cuidado de saúde e a comunicação e reduzir o risco de incidentes de segurança nocivos e custosos ao paciente.

Resumo Original:

Objective: To review the research literature on the experiences of patients with communication disabilities in hospital according to the Generic Model of patient safety.

Methods: In 2014 and 2015, we searched four scientific databases for studies with an aim or result relevant to safety of hospital patients with communication disabilities. The review included 27 studies.

Results: A range of adverse event types were outlined in qualitative research. Little detail was provided about contributing or protective factors for safety incidents in hospital for these patients or the impact of the incidents on the patient or organisations involved.

Conclusion: Further research addressing the safety of patients with communication disabilities is needed. Sufficient detail is required to identify the nature, timing, and detection of incidents; factors that contribute to or prevent adverse events; and detail the impact of the adverse events.

Practice Implications: In order to provide safe and effective care to people with communication disabilities in hospital, a priority for health and disability services must be the design and evaluation of ecologically appropriate and evidence-based interventions to improve patient care, communication, and reduce the risk of costly and harmful patient safety incidents.

Fonte:
Patient Educ Couns ; 99(4): 501-511; 2016. DOI: 10.1016/j.pec.2015.10.022.