Uma infraestrutura do Department of Medicine para a segurança do paciente e a melhoria da qualidade clínica

MATHEWS, S. C. ; PRONOVOST, P. J. ; DAUGHERTY BIDDISON, E. L. ; PETTY, B. G. ; ANDERSON, M. E. ; NELSON, T. S. ; OUTTEN, K.
Título original:
A Department of Medicine Infrastructure for Patient Safety and Clinical Quality Improvement
Resumo:

Os pagadores, prestadores e pacientes reconhecem cada vez mais a importância da qualidade e da segurança no cuidado de saúde. Os departamentos de medicina acadêmicos são importantes na promoção da qualidade e da segurança, dadas as grandes populações que atendem e o amplo espectro de doenças que tratam. No entanto, existem poucos exemplos detalhados de como a qualidade e a segurança podem ser organizadas. Este artigo descreve um modelo prático utilizado no Johns Hopkins Hospital Department of Medicine e detalha a sua estrutura e operação dentro de um grande sistema de saúde acadêmico. Baseia-se em um modelo fractal que integra múltiplas unidades menores, cujas estruturas (composição de professores/funcionários), processos (uso de ferramentas similares) e abordagens (uso de um referencial comum para resolver problemas) são semelhantes. Esta organização enfatiza a liderança local e multidisciplinar, facilita conexões horizontais para a aprendizagem entre pares e mantém conexões verticais para garantir uma maior responsabilização.

Resumo Original:

Payers, providers, and patients increasingly recognize the importance of quality and safety in health care. Academic Departments of Medicine can advance quality and safety given the large populations they serve and the broad spectrum of diseases they treat. However, there are only few detailed examples of how quality and safety can be organized. This article describes a practical model at The Johns Hopkins Hospital Department of Medicine and details its structure and operation within a large academic health system. It is based on a fractal model that integrates multiple smaller units similar in structure (composition of faculty/staff), process (use of similar tools), and approach (using a common framework to address issues). This organization stresses local, multidisciplinary leadership, facilitates horizontal connections for peer learning, and maintains vertical connections for broader accountability.

Fonte:
Am J Med Qual ; 2017. DOI: 10.1177/1062860617743324.
Nota Geral:

Online First