Uma abordagem baseada na notificação realizada pelos pacientes para identificar erros no cuidado de saúde e melhorar a segurança do paciente no serviço de emergência

GLICKMAN, S. W. ; MEHROTRA, A. ; SHEA, C. M. ; STRICKLER, J. ; PABERS, S. ; LARSON, J. ; GOLDSTEIN, B.
Título original:
A patient reported approach to identify medical errors and improve patient safety in the emergency department
Resumo:

Objetivo: Nos serviços de emergência (SEs), os erros no cuidado de saúde são frequentes. No entanto, os métodos comuns de detecção de eventos adversos, como a notificação voluntária, deixam de captar 90% dos eventos. O nosso objetivo foi demonstrar o uso de dados notificados pelos pacientes no SE para avaliar a segurança do paciente, incluindo os erros no cuidado de saúde.

Métodos: Análise de dados notificados pelos pacientes através de inquéritos coletados ao longo de um ano em um grande serviço de emergência acadêmico. Todos os pacientes que forneceram um e-mail ou número de telefone celular válido receberam, até 24 horas após a sua passagem pelo SE, uma mensagem por e-mail ou SMS com um link para um breve inquérito eletrônico. Os pacientes responderam perguntas sobre processos relacionados à segurança no SE.

Resultados: De agosto de 2012 a julho de 2013, enviamos 52.693 questionários e recebemos 7.103 respostas (taxa de resposta por e-mail, 25,8%), incluindo 2.836 comentários em texto livre (44% dos participantes). Aproximadamente 242 (8,5%) dos 2.836 comentários foram classificados como possíveis problemas de segurança, incluindo 12 eventos adversos, 40 near misses, 23 erros com risco mínimo de danos e 167 problemas gerais de segurança (por exemplo, falhas nas transições do cuidado). Dos 40 near misses, 35 (75,0%) eram evitáveis. Dos 52 eventos adversos ou near misses, 5 (9,6%) também foram identificados por meio de um sistema existente de notificação de ocorrências ligadas aos pacientes.

Conclusões: Uma abordagem de avaliação da segurança do paciente no SE baseada na notificação pelos pacientes gera informações de segurança complementares importantes que podem servir como base para iniciativas.

Resumo Original:

Objetive: Medical errors in the emergency department (ED) occur frequently. Yet, common adverse event detection methods, such as voluntary reporting, miss 90% of adverse events. Our objective was to demonstrate the use of patient-reported data in the ED to assess patient safety, including medical errors.

Methods: Analysis of patient-reported survey data collected over a 1-year period in a large, academic emergency department. All patients who provided a valid e-mail or cell phone number received a brief electronic survey within 24 hours of their ED encounter by e-mail or text message with Web link. Patients were asked about ED safety-related processes.

Results: From Aug 2012 to July 2013, we sent 52,693 surveys and received 7103 responses (e-mail response rate 25.8%), including 2836 free-text comments (44% of respondents). Approximately 242 (8.5%) of 2836 comments were classified as potential safety issues, including 12 adverse events, 40 near-misses, 23 errors with minimal risk of harm, and 167 general safety issues (eg, gaps in care transitions). Of the 40 near misses, 35 (75.0%) of 40 were preventable. Of the 52 adverse events or near misses, 5 (9.6%) were also identified via an existing patient occurrence reporting system.

Conclusions: A patient-reported approach to assess ED-patient safety yields important, complementary, and potentially actionable safety information.

Fonte:
J Patient Saf ; 2016. DOI: 10.1097/PTS.0000000000000287.
Nota Geral:

Online First