Tecnologia da informação em saúde na qualidade do cuidado e na segurança do paciente: uma revisão da literatura

Feldman SS ; Buchalter S ; Hayes LW
Título original:
Health Information Technology in Healthcare Quality and Patient Safety: Literature Review
Resumo:

CONTEXTO: A área da qualidade do cuidado de saúde e da segurança do paciente está começando a usar a tecnologia da informação em saúde (TIS) para prevenir eventos notificáveis, para identificá-los antes que se tornem problemas e para agir em eventos considerados inevitáveis. À medida que as organizações de saúde começam a explorar o uso da tecnologia da informação nesta área, muitas vezes existem dúvidas sobre onde concentrar os esforços financeiros e humanos. OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi estabelecer uma base para compreender onde é preciso concentrar os recursos financeiros e humanos para a TIS, bem como as expectativas para o uso da TIS na qualidade do cuidado e na segurança do paciente. MÉTODOS: Realizamos uma revisão da literatura para identificar publicações submetidas à revisão por pares que descrevessem casos concretos de uso da TIS na qualidade do cuidado e na segurança do paciente. Fizemos uma análise temática indutiva com codificação aberta para categorizar um total de 41 estudos. Utilizamos três categorias preestabelecidas: prevenção, identificação e ação. Três categorias adicionais foram formadas através da codificação: desafios, resultados e localização. RESULTADOS: Este estudo identifica cinco categorias principais em sete ambientes de estudo. A maioria dos estudos utilizou a TIS para identificar e prevenir problemas de qualidade no cuidado de saúde e de segurança do paciente. Nesta área, os métodos implementados com mais frequência foram os alertas, o apoio à decisão clínica e as soluções personalizadas de TIS. A implementação, o design das interfaces e a cultura foram os desafios mais citados. CONCLUSÕES: Este estudo apresenta informações valiosas para que as organizações determinem onde podem obter o maior retorno pelos seus investimentos em TIS para a qualidade e a segurança do paciente. Conhecer os sistemas implementados efetivamente por outras organizações ajuda no planejamento dos recursos financeiros e humanos, bem como no gerenciamento das expectativas em relação aos custos, escopo e resultados. Os resultados desta análise da literatura sugerem que a presença de líderes organizacionais capazes de orientar a implementação, influenciar a cultura e associar conhecimentos junto aos responsáveis pelo desenvolvimento da tecnologia constitui um recurso valioso no qual pode valer a pena investir.

Resumo Original:

BACKGROUND: The area of healthcare quality and patient safety is starting to use health information technology to prevent reportable events, identify them before they become issues, and act on events that are thought to be unavoidable. As healthcare organizations begin to explore the use of health information technology in this realm, it is often unclear where fiscal and human efforts should be focused. OBJECTIVE: The purpose of this study was to provide a foundation for understanding where to focus health information technology fiscal and human resources as well as expectations for the use of health information technology in healthcare quality and patient safety. METHODS: A literature review was conducted to identify peer-reviewed publications reporting on the actual use of health information technology in healthcare quality and patient safety. Inductive thematic analysis with open coding was used to categorize a total of 41 studies. Three pre-set categories were used: prevention, identification, and action. Three additional categories were formed through coding: challenges, outcomes, and location. RESULTS: This study identifies five main categories across seven study settings. A majority of the studies used health IT for identification and prevention of healthcare quality and patient safety issues. In this realm, alerts, clinical decision support, and customized health IT solutions were most often implemented. Implementation, interface design, and culture were most often noted as challenges. CONCLUSIONS: This study provides valuable information as organizations determine where they stand to get the most "bang for their buck" relative to health IT for quality and patient safety. Knowing what implementations are being effectivity used by other organizations helps with fiscal and human resource planning as well as managing expectations relative to cost, scope, and outcomes. The findings from this scan of the literature suggest that having organizational champion leaders that can shepherd implementation, impact culture, and bridge knowledge with developers would be a valuable resource allocation to consider.

Fonte:
JMIR Med Inform ; 6(2): 2018. DOI: doi: 10.2196/10264.