Surgimento de lideranças clínicas informais como um catalisador para a melhoria da qualidade do cuidado de saúde e da satisfação profissional

Boamah, S. A.
Título original:
Emergence of informal clinical leadership as a catalyst for improving patient care quality and job satisfaction
Resumo:

OBJETIVOS: Analisar os atributos críticos das lideranças clínicas e testar um modelo que vincula os comportamentos de liderança clínica dos enfermeiros à qualidade do cuidado de saúde e à satisfação profissional. CONTEXTO: Historicamente, a pesquisa proclamou os efeitos benéficos da liderança clínica para otimizar o cuidado e melhorar os seus resultados. No entanto, poucos estudos avaliaram a influência da liderança clínica entre enfermeiros e testaram o conceito empiricamente. DESENHO: Este estudo utilizou um desenho transversal preditivo. MÉTODOS: Os dados foram coletados durante o mês de janeiro de 2016 por meio de um questionário de pesquisa. Os participantes foram uma amostra aleatória de enfermeiros que atuam na linha de frente do cuidado de saúde em hospitais para pacientes agudos. Testamos o modelo hipotético usando a modelagem de equações estruturais num software de análise de estruturas (AMOS). RESULTADOS: Os enfermeiros relataram níveis mais altos de competências de liderança clínica na sua prática profissional. O uso de comportamentos de liderança clínica pelos enfermeiros influenciou direta e positivamente a qualidade do cuidado prestado aos pacientes e a satisfação no local de trabalho. CONCLUSÃO: Os resultados indicam que as lideranças informais no ambiente clínico talvez sejam um ativo subutilizado no cuidado de saúde e, se identificadas e desenvolvidas, podem permitir que os líderes das equipes clínicas melhorem o cuidado prestado aos pacientes, representando uma solução tangível para as dificuldades encontradas no trabalho de segurança do paciente.

Resumo Original:

AIMS:To analyze the critical attributes of clinical leadership and test a model linking clinical leadership behaviours of staff nurses to patient care quality and job satisfaction. BACKGROUND: Research has historically proclaimed the beneficial effects of clinical leadership for optimizing care and improving patient outcomes. Few studies, however, have assessed the influence of clinical leadership at the staff nurse level and empirically tested the concept. DESIGN: A predictive cross-sectional design was used in this study. METHODS: Data were collected during January 2016 using a survey questionnaire. A random sample of registered nurses working in direct care positions in acute care hospitals was surveyed. The hypothesized model was tested using structural equation modeling in the analysis of a moment structures software. RESULTS: Nurses reported higher levels of clinical leadership skills in their practice. Staff nurses' use of clinical leadership behaviours directly and positively influenced the quality of care they provided to patients and their satisfaction in the workplace. CONCLUSION: The findings indicate that informal leadership at the clinical level may be an under used asset in healthcare and if identified and developed, staff nurse clinical leaders have potential to improve the delivery of patient care and may offer a tangible solution to the patient safety conundrum. This article is protected by copyright.

Fonte:
J Adv Nurs ; 2018. DOI: 10.1111/jan.13895.