Sete proposições da ciência da melhoria: explorando as bases da disciplina

PERLA, R.J. ; PROVOST, L. P. ; PARRY, G. J.
Título original:
Seven propositions of the science of improvement: exploring foundations
Resumo:

Contexto: A expressão "ciência da melhoria" é utilizada por diversas pessoas e profissões com diferentes significados, o que gera confusão entre os que desejam aprender sobre essa disciplina. Neste artigo, apresentamos uma breve definição dos conceitos de ciência e de melhoria e revemos a história da ideia da "melhoria" como uma ciência.

Métodos: Investigamos as bases filosóficas e teóricas dos principais conceitos e ideias sobre melhoria, com foco no Sistema de Conhecimento Profundo [System of Profound Knowledge] de Deming . Sugerimos que o sistema de Deming tem uma forte associação com muitos debates e conceitos históricos e contemporâneos da filosofia e da ciência. Fazendo referência a esses debates e conceitos, identificamos sete proposições que servem como uma base científica e filosófica para a ciência da melhoria.

Resultados: Atualmente, não existe uma visão padronizada sobre a ciência da melhoria que se apoie nas bases filosóficas e teóricas da área. As sete proposições apresentadas aqui demonstram a importância de se examinar as bases da melhoria. Isso é necessário para promover o progresso na área e para reduzir a confusão sobre o que representa a expressão "ciência da melhoria". Defendemos que os cientistas da melhoria avançados são aqueles que, como Deming e Shewhart, integram ideias, conceitos e modelos de diferentes disciplinas científicas com o objetivo de desenvolver modelos, instrumentos e técnicas de melhoria mais robustos, com foco na aplicação e na resolução de problemas em contextos reais.

Conclusões: As bases epistemológicas e teóricas da ciência da melhoria e os seus métodos de raciocínio precisam ser examinados criticamente para garantir a continuidade de seu desenvolvimento e de sua relevância. Se as iniciativas e projetos de melhoria do cuidado de saúde forem caracterizados sob o cânone da ciência, os profissionais de saúde envolvidos no trabalho de melhoria de qualidade beneficiar-se-ão de um conjunto acordado de princípios fundamentais, de um léxico padronizado e de uma compreensão sobre a evolução da ciência da melhoria.

Resumo Original:

Context: The phrase "Science of Improvement" or "Improvement Science" is commonly used today by a range of people and professions to mean different things, creating confusion to those trying to learn about improvement. In this article, we briefly define the concepts of improvement and science, and review the history of the consideration of "improvement" as a science.

Methods: We trace key concepts and ideas in improvement to their philosophical and theoretical foundation with a focus on Deming's System of Profound Knowledge. We suggest that Deming's system has a firm association with many contemporary and historic philosophic and scientific debates and concepts. With reference to these debates and concepts, we identify 7 propositions that provide the scientific and philosophical foundation for the science of improvement.

Findings: A standard view of the science of improvement does not presently exist that is grounded in the philosophical and theoretical basis of the field. The 7 propositions outlined here demonstrate the value of examining the underpinnings of improvement. This is needed to both advance the field and minimize confusion about what the phrase "science of improvement" represents. We argue that advanced scientists of improvement are those who like Deming and Shewhart can integrate ideas, concepts, and models between scientific disciplines for the purpose of developing more robust improvement models, tools, and techniques with a focus on application and problem solving in real world contexts.

Conclusions: The epistemological foundations and theoretical basis of the science of improvement and its reasoning methods need to be critically examined to ensure its continued development and relevance. If improvement efforts and projects in health care are to be characterized under the canon of science, then health care professionals engaged in quality improvement work would benefit from a standard set of core principles, a standard lexicon, and an understanding of the evolution of the science of improvement.

Fonte:
Qual Manag Health Care ; 22(3): 170-186; 2013. DOI: 10.1097/QMH.0b013e31829a6a15.
DECS:
Melhoria de Qualidade/administração & dosagem, Assistência à Saúde/classificação, Ciências da Saúde/classificação