Rondas clínicas interprofissionais: efeitos sobre os processos e os resultados do cuidado de saúde

ASHCRAFT, S. ; BORDELON, C. ; FELLS, S. ; GEORGE, V. ; THOMBLEY, K. ; SHIREY, M. R.
Título original:
Interprofessional Clinical Rounding: Effects on Processes and Outcomes of Care
Resumo:

Contexto e objetivos: As falhas na comunicação são vistas como um importante fator contribuinte para danos evitáveis a pacientes. As rondas interprofissionais (RIPs) são um método de comunicação que promove a prestação de um cuidado baseado em evidências. O objetivo deste trabalho foi explorar os benefícios das RIPs para os pacientes, os profissionais e o sistema de saúde.

Revisão da literatura: As rondas interprofissionais promovem a colaboração, a discussão e a intervenção em tempo hábil para evitar falhas na comunicação que possam levar à ocorrência de eventos adversos em pacientes. A adesão a um cuidado baseado em evidências parece ter um impacto positivo sobre os pacientes, processos e resultados financeiros. Foi observado que as RIPs promovem melhorias estatisticamente significativas na redução da mortalidade, no tempo de internação, nos erros de medicação e nos custos da internação, além de melhorarem a satisfação dos profissionais de saúde e dos pacientes.

Estratégias baseadas em evidências: Uma lacuna na literatura sobre as RIPs diz respeito à prestação integrativa do cuidado, uma estratégia que oferece um plano unificado para atender às necessidades complexas dos pacientes e alcançar resultados ideais. A ativação e a padronização, com participação ativa nas RIPs, promovem a integração colaborativa do cuidado.

Conclusão e implicações: A adoção das RIPs e a promoção da colaboração ao longo do continuum de cuidado são um processo crucial para evitar eventos adversos. A prestação integrada do cuidado por meio das RIPs oferece um plano unificado para atender às necessidades complexas dos pacientes, prevenir danos e alcançar os melhores resultados possíveis.

Resumo Original:

Background and purpose: Communication breakdown is viewed as a significant contributor to preventable patient harm. Interprofessional rounding (IPR) is one method of communication supporting the evidenced-based care delivery. The purpose of this paper is to explore the benefits of IPR for patients, clinicians, and the healthcare system.

Review of the literature: Interprofessional rounding supports collaboration, discussion, and timely intervention to prevent miscommunication leading to adverse patient events. Adherence to evidence-based care suggests a positive impact on patient, process, and financial outcomes. Statistically significant IPR-related improvements are seen in reducing mortality, lengths of stay, medication errors, and hospitalization costs as well as improved staff and patient satisfaction.

Evidence- based strategies: One IPR-related gap in the literature is integrative care delivery, a strategy that provides a unified plan to meet the complex needs of patients and produce optimal outcomes. Activation and standardization with active participation in IPR support a collaborative integration of care.

Conclusion and implications: Embracing IPR and advocating for collaboration across the care continuum is a crucial process in preventing adverse events. Integrated care delivery through IPR provides a unified plan to meet the complex needs of patients, prevent harm, and produce best possible outcomes.

Fonte:
J Healthc Qual ; 2016. DOI: 10.1097/JHQ.0000000000000039.
Nota Geral:

Online First