A relação entre os comportamentos e eventos de segurança do paciente e as experiências dos pacientes em hospitais coreanos

Hwang, J.-I. ; Kim, S.W. ; Kim, S.W.
Título original:
The Relationship Between Patients' Safety-Related Behaviors and Safety Events and Patient Experiences in Korean Hospitals
Resumo:

CONTEXTO E OBJETIVO: Existe um interesse crescente na participação dos pacientes no cuidado de saúde, com o objetivo de aumentar a segurança. Os objetivos deste estudo foram examinar o grau de participação dos pacientes em comportamentos de segurança e determinar as suas relações com a ocorrência de eventos de segurança e as experiências com o cuidado. MÉTODOS: Realizamos um inquérito transversal com 360 pacientes em dois hospitais gerais terciários da Coreia. O conjunto de dados final incluiu 341 respostas de pacientes. Desenvolvemos um questionário para coletar informações sobre os comportamentos dos pacientes relacionados à segurança, as suas experiências com o cuidado e a ocorrência de eventos de segurança. Realizamos análises univariadas e multivariadas. RESULTADOS: Em média, os pacientes participaram de 10,0 (DP 5,4) comportamentos relacionados à segurança. Ao todo, 65 (19,1%) pacientes afirmaram ter sofrido pelo menos um evento adverso relacionado ao cuidado de saúde. A pontuação média para as experiências com o cuidado foi de 39,4 (DP 27,8) de um total de 100,0. A análise logística múltipla mostrou que pacientes com educação em saúde adequada (literacia) e maiores níveis de ativação estavam mais propensos a apresentar altos graus de participação em comportamentos de segurança. A alta participação em comportamentos relacionados à segurança esteve associada negativamente à ocorrência de eventos de segurança. No entanto, não foi encontrada uma relação significativa entre a participação dos pacientes e a pontuação total para as experiências com o cuidado. IMPLICAÇÕES PARA A PRÁTICA: Estes resultados sugerem que são necessários esforços para apoiar os pacientes com pouca educação em saúde e baixos níveis de ativação, a fim de facilitar a sua participação. A participação ativa em comportamentos relacionados à segurança pode contribuir para melhorar a segurança do paciente. 

Resumo Original:

BACKGROUND AND PURPOSE: There is increasing interest in patient participation in healthcare aimed at enhancing safety. The purposes of this study were to examine levels of patients' safety-related behaviors and to determine their relationships with safety events and care experiences. METHODS: A cross-sectional survey was conducted with 360 patients in two tertiary general hospitals in Korea. The final dataset consisted of 341 patient responses. A questionnaire was developed to collect information concerning patients' safety-related behaviors, care experiences, and the occurrence of safety events. Univariate and multivariate analyses were performed. RESULTS: On average, patients participated in 10.0 (SD 5.4) safety-related behaviors. Sixty-five (19.1%) patients reported experiencing at least one adverse event related to medical management. The mean problem score for care experience was 39.4 (SD 27.8) out of 100.0. Multiple logistic analysis showed that patients with adequate health literacy and higher activation levels were more likely to have high safety-related behavior participation levels. High participation in safety-related behaviors was negatively associated with the occurrence of safety events. However, no significant relationship was found between patient participation and the total problem scores for care experience. IMPLICATIONS FOR PRACTICE: These findings suggest that efforts to support patients with limited health literacy and low activation levels are needed to facilitate patient participation. Active participation in safety-related behaviors can contribute to improving patient safety.

Fonte:
; 33(2): 115-133; 2019. DOI: 10.1891/1541-6577.33.2.115.