Pontos de vista de atores-chave sobre as causas das quedas de pacientes e as intervenções de prevenção: um estudo qualitativo baseado na classificação internacional de funcionalidade, incapacidade e saúde

Baris VK1 ; Seren Intepeler S1
Título original:
Views of key stakeholders on the causes of patient falls and prevention interventions: A qualitative study using the international classification of functioning, disability and health.
Resumo:

OBJETIVOS:
Examinar os pontos de vista e as sugestões de profissionais da saúde, pacientes e familiares sobre as causas das quedas de pacientes e as práticas de prevenção.
CONTEXTO:
As quedas de pacientes são um dos erros no cuidado de saúde mais prevalentes em hospitais. Para preveni-las, é necessário identificar e classificar detalhadamente as situações que as provocam e desenvolver intervenções preventivas.
DESENHO:
Este estudo utilizou um método de pesquisa qualitativa descritiva.
Método:
Entre março e maio de 2017, realizamos entrevistas semiestruturadas com quatro médicos, quatro enfermeiros-chefe, 12 enfermeiros, quatro membros de equipes de apoio, oito pacientes e oito familiares de pacientes em clínicas de cuidado paliativo, medicina interna, cirurgia e ortopedia, em um hospital de ensino e pesquisa. Utilizamos o método de análise temática para a análise dos dados. Os temas definidos foram classificados com base no conjunto de elementos centrais da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (IFC, na sigla em inglês) para Quedas em Ambientes de Reabilitação Aguda.
RESULTADOS:
A pesquisa identificou 71 temas relacionados a situações que causam quedas e 30 temas relacionados a intervenções de prevenção. Os temas identificados foram organizados em 44 categorias em cinco domínios da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde. Entre as categorias incluídas na Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde para Quedas em Ambientes de Reabilitação Aguda, 65% foram verificadas e foram definidas 22 novas categorias não incluídas no conjunto de elementos centrais original.
CONCLUSÃO:
De acordo com esses resultados, a avaliação das opiniões de todas as partes interessadas na pesquisa e no desenvolvimento de programas de prevenção de quedas aumentará a efetividade da prevenção de quedas em hospitais. O modelo da ICF pode ser utilizado para classificar as causas de quedas e as intervenções de prevenção, criando uma linguagem comum para este tema.
RELEVÂNCIA PARA A PRÁTICA CLÍNICA:
Para prevenir a ocorrência de quedas, é possível obter informações mais detalhadas e úteis junto das principais partes interessadas (todos os profissionais da saúde, pacientes e familiares). O conjunto central de elementos da ICF para quedas pode ser utilizado para classificar sistematicamente as causas de quedas e as intervenções de prevenção.
PALAVRAS-CHAVE:
prevenção de quedas; hospitais; enfermeiros; queda de pacientes; segurança do paciente; qualidade; "classificação internacional de funcionalidade, incapacidade e saúde".

Resumo Original:

Abstract
AIMS AND OBJECTIVES:
To examine the views and suggestions of healthcare professionals, patients and family members on the causes of inpatient falls and fall-prevention practices.
BACKGROUND:
Patient falls are one of the most prevalent medical errors in the hospitals. In order to prevent patient falls, it is necessary to identify and classify the situations causing falls in detail and preventive interventions for these situations need to be developed.
DESIGN:
The study was designed using a descriptive qualitative research method.
METHOD:
The semi-structured interviews were conducted with four physicians, four charge nurses, 12 nurses, four support staff members, eight patients and eight family members of patients in the palliative, internal disease, surgery and orthopaedic clinics in a training and research hospital between March 2017-May 2017. Thematic analysis method was used to analyse data. The defined themes were classified based on the International Classification of Functioning, Disability and Health Core Set for Falls in Acute Rehabilitation Settings.
RESULTS:
In this research, 71 themes related to situations causing falls and 30 themes related to prevention interventions were determined. Defined themes were linked with 44 categories under five International Classification of Functioning, Disability and Health domains and organised accordingly. Among the categories included in the International Classification of Functioning, Disability and Health Core Set for Falls in Acute Rehabilitation Settings, 65% were verified, while 22 new categories that were not included in the original core set were defined.
CONCLUSION:
In accordance with this result, evaluating the opinions of all stakeholders on the research and development of fall-prevention programmes will increase the effectiveness of fall prevention in hospitals. The ICF model can be used to classify the causes of falls and fall-prevention interventions to create a common language about this topic.
RELEVANCE TO CLINICAL PRACTICE:
To prevent falls, more detailed and useful information can be obtained by key stakeholders (all healthcare professionals, patient and patient family). ICF Core Set For Falls can be used to systematically classify causes of falls and fall-prevention interventions.
KEYWORDS:
fall prevention; hospitals; nurses; patient falls; patient safety; quality; ‘international classification of functioning, disability and health’

Fonte:
; 28(3-4): 615-628; 2019. DOI: 10.1111/jocn.14656. Epub 2018 Sep 24.