Percepções sobre a melhoria da segurança entre profissionais de saúde antes e após a participação em um projeto multicêntrico sobre hemorragia pós-parto

Chagolla, B., ; Bingham, D., ; Wilson, B., ; Scheich, B
Título original:
Perceptions of Safety Improvement Among Clinicians Before and After Participation in a Multistate Postpartum Hemorrhage Project
Resumo:

OBJECTIVE: To measure whether implementation of a comprehensive, 18-month, multihospital, multiregion postpartum hemorrhage (PPH) project influenced intrapartum clinicians' perceptions of patient safety. DESIGN: Pre- and post-survey design. SETTING: Survey results from eight hospitals in Georgia, New Jersey, and Washington that participated in the Association of Women's Health, Obstetric and Neonatal Nurses (AWHONN) PPH Project were included in the final analysis. The number of annual births at the hospitals ranged from 1,290 to 3,567. PARTICIPANTS: There were 473 respondents for the pre-implementation survey: 50.5% (239) were registered nurses, 27.1% (128) were physicians, and 22.4% (106) were other intrapartum clinicians. The post-implementation survey included 426 respondents: 62.9% (268) registered nurses, 18.5% (79) physicians, and 18.6% (79) other intrapartum clinicians. INTERVENTION/MEASUREMENTS: A paired t test was used to compare Safety Attitudes Questionnaire (SAQ) domain scores. Pearson's chi-square test was used to analyze perceptions before and after the intervention. RESULTS: Baseline SAQ scores were high in all six domains. Improvements were noted in five of the six domains measured; none reached statistical significance. A significant improvement was found in reported perception of the quality of nursing care after implementation of the PPH Project. CONCLUSION: SAQ scores remained high and showed some improvement among participating hospitals. Participation in the PPH Project increased overall perceptions of safety among the clinicians at these hospitals.

Resumo Original:

OBJETIVO: Verificar se a implementação de um projeto multicêntrico abrangente sobre hemorragia pós-parto (HPP), com duração de 18 meses, influenciou as percepções dos profissionais de saúde sobre a segurança do paciente no período intraparto. DESENHO: Estudo baseado em questionários do tipo pré/pós-implementação. AMBIENTE: Os resultados de inquéritos aplicados em oito hospitais dos estados da Georgia, Nova Jersey e Washington que participaram do Projeto HPP da Association of Women's Health, Obstetric and Neonatal Nurses (AWHONN) foram incluídos na análise final. O número de nascimentos anuais nos hospitais variou de 1.290 a 3.567. PARTICIPANTES: Ao todo, 473 participantes responderam ao inquérito na fase pré-implementação: 50,5% (239) enfermeiros, 27,1% (128) médicos e 22,4% (106) outros profissionais de saúde que trabalham no período intraparto. O inquérito na fase pós-implementação foi respondido por 426 participantes: 62,9% (268) enfermeiros, 18,5% (79) médicos e 18,6% (79) outros profissionais de saúde. INTERVENÇÃO/MEDIDAS: Utilizamos o teste t pareado para comparar as pontuações nos domínios do Safety Attitudes Questionnaire (SAQ). O teste do qui-quadrado de Pearson foi utilizado para analisar as percepções dos profissionais antes e após a intervenção. RESULTADOS: As pontuações no SAQ na linha de base foram altas em todos os seis domínios. Foram observadas melhorias em cinco dos seis domínios medidos; nenhuma delas alcançou significância estatística. Foi encontrada uma melhoria significativa na percepção da qualidade do cuidado de enfermagem após a implementação do Projeto HPP. CONCLUSÃO: As pontuações no questionário SAQ permaneceram altas e mostraram alguma melhoria entre os hospitais participantes. A participação no projeto HPP aumentou as percepções gerais de segurança entre os profissionais desses hospitais.

Fonte:
; 47(5): 698-706; 2018. DOI: 10.1016/j.jogn.2018.04.140.