Percepções sobre a cultura de segurança do paciente na faculdade de Odontologia

AL SWELEH, F. S. ; AL SAEDAN, A. M. ; AL DAYEL, O. A.
Título original:
Patient safety culture perceptions in the college of dentistry
Resumo:

Uma cultura de segurança positiva é essencial para a segurança do paciente, pois melhora a qualidade do cuidado.O objetivo deste estudo foi avaliar as percepções de profissionais e estudantes sobre acultura de segurança do paciente nas clínicas da Faculdade de Odontologia da Universidade Rei Saud, na Arábia Saudita, utilizando um desenho transversal. O estudo incluiu estudantes de 4º e 5º ano, internos, clínicos gerais e assistentes de odontologia.Os dados deste estudo foram coletados usando uma versão modificada, em papel, daPesquisaHospitalar sobre Cultura de Segurança do Paciente(Hospital SurveyonPatientSafety Culture) da Agency of Healthcare Research and Quality.Os dados foram inseridos no programa SPSS Versão 20. Calculamos a pontuação em uma dimensão particular da cultura de segurança. A taxa de resposta global foi de 72,8% (390/536).A dimensão “trabalho em equipe”apresentou a maior pontuação percentual média (72,3%), enquanto a dimensão “contingentes de pessoal”teve a pontuação mais baixa (10%).Os assistentes de odontologia demonstraram alta concordância nas dimensões “trabalho em equipe”(87,8%), “expectativas e ações dos supervisores/administradores para promover a segurança do paciente (66,9%)”, “aprendizagem organizacional/melhoria contínua”(79,1%), “apoio da administração hospitalar à segurança do paciente”" (84,5%), “feedback e comunicação sobre os erros”(58,3%), “frequência de eventos notificados”(54,0%) e “trabalho em equipe entre diferentes unidades”(73,2%).A maioria das áreas considerou que não havia sido notificado nenhum evento (76,1-85,3%) nos últimos 12 meses. O grau de segurança do paciente é mais do que moderado na clínica.As dimensões “trabalho em equipe dentro das unidades”e “aprendizagem organizacional/melhoria contínua”apresentaram as maiores pontuações, e a dimensão “contingentes de pessoal”teve a menor pontuação.Os assistentes de odontologia deram pontuações positivas na maioria das dimensões, enquanto os estudantes deram pontuações ligeiramente negativas na maioria das dimensões.

Resumo Original:

A positive safety culture is essential to patient safety because it improves quality of care. The aim of this study was to assess staff and student perceptions of the patient safety culture in the clinics of the College of Dentistry at King Saud University in Saudi Arabia.A cross-sectional study was conducted in the College of Dentistry at King Saud University in Saudi Arabia. It included 4th and 5th year students, interns, general practitioners, and dental assistants. The data were collected by using paper-based questionnaire of modified version of the Agency for Healthcare Research and Quality Hospital Survey on Patient Safety Culture. Data were entered into SPSS Version 20. Score on a particular safety culture dimension was calculated.The overall response rate was 72.8% (390/536). Team work dimension had the highest average percent positive dimension score (72.3%) while staffing had the lowest score (10%). Dental assistant had high agreement in Teamwork dimension (87.8%); Supervisor/Manager Expectations and Actions Promoting Patient Safety dimension (66.9%); Organizational Learning-Continuous Improvement dimension (79.1%); Management Support for Patient Safety dimension (84.5%); Feedback and Communication About Error dimension (58.3%); Frequency of Events Reported dimension (54.0%); Teamwork Across Units dimension (73.2%). Most of areas perceived that there is no event reported (76.1-85.3%) in the past 12 months.Overall patient safety grade is more than moderate in the clinic. Teamwork within Units and Organizational Learning-Continuous Improvement dimension had the highest score while staffing had the lowest score. Dental assistants perceived positive score in most dimensions while students perceived slight negative score in most dimensions.

Fonte:
Medicine (Baltimore) ; 97(2): e9570; 2018. DOI: 10.1097/MD.0000000000009570.