Percepções sobre a cultura de segurança do paciente: diferenças entre médicos e enfermeiros em Taiwan

HUANG, C. H. ; WU, H. H. ; LEE, Y. C.
Título original:
The perceptions of patient safety culture: A difference between physicians and nurses in Taiwan
Resumo:

Objetivos: A fim de promover uma melhor cultura de segurança do paciente e prestar serviços médicos de alta qualidade para os pacientes, este estudo visou investigar as percepções de segurança do paciente do ponto de vista de médicos e enfermeiros em Taiwan.

Contexto: Há poucos estudos que tenham identificado claramente as diferentes percepções de médicos e enfermeiros em relação à cultura de segurança do paciente.Para que as organizações de saúde possam melhorar a qualidade do cuidado que prestam, é fundamental compreender as atitudes de médicos e enfermeiros em relação à segurança do paciente.

Métodos: Usamos a análise fatorial confirmatória (AFC) para verificar a estrutura dos dados (como a sua confiabilidade e validade) e a análise de correlação de Pearson para demonstrar as relações entre as sete dimensões da cultura de segurança do paciente.

Resultados: Os resultados da pesquisa mostram que, quanto mais os profissionais trabalham em equipe, maior é o seu compromisso com a segurança do paciente.As percepções dos administradores e a exaustão emocional são componentes importantes que afetam a segurança do paciente.Mais importante ainda, as condições de trabalho e o reconhecimento do estresse estão relacionados negativamente às percepções dos enfermeiros.Em comparação com os médicos, os enfermeiros relataram maior estresse e mais dificuldades resultantes das condições de trabalho e da necessidade de realizar muitas tarefas ao mesmo tempo no hospital.

Conclusões: Este estudo se concentrou nas contribuições de uma melhor cultura de segurança do paciente para as organizações de saúde de Taiwan, do ponto de vista de médicos e enfermeiros.Observam-se diferentes atitudes em relação à segurança do paciente entre médicos e enfermeiros.Os resultados permitem que os administradores hospitalares compreendam as implicações para os profissionais do hospital e concebam intervenções apropriadas para promover uma melhor cultura de segurança do paciente.

Resumo Original:

Aims: In order to pursue a better patient safety culture and provide a superior medical service for patients, this study aims to respectively investigate the perceptions of patient safety from the viewpoints of physicians and nurses in Taiwan.

Background: Little knowledge has clearly identified the difference of perceptions between physicians and nurses in patient safety culture. Understanding physicians and nurses' attitudes toward patient safety is a critical issue for healthcare organizations to improve medical quality.

Methods: Confirmatory factor analysis (CFA) is used to verify the structure of data (e.g. reliability and validity), and Pearson's correlation analysis is conducted to demonstrate the relationships among seven patient safety culture dimensions.

Results: Research results illustrate that more teamwork is exhibited among team members, the more safety of a patient is committed. Perceptions of management and emotional exhaustion are important components that contribute to a better patient safety. More importantly, working conditions and stress recognition are found to be negatively related from the perceptions of nurses. Compared to physicians, nurses reported higher stress and challenges which result from multi-task working conditions in the hospital.

Conclusions: This study focused on the contribution of a better patient safety culture from different viewpoints of physicians and nurses for healthcare organizations in Taiwan. A different attitudes toward patient safety is found between physicians and nurses. The results enable the hospital management to realize and design appropriate implications for hospital staffs to establish a better patient safety culture.

Fonte:
Appl Nurs Res ; 40: 39-44; 2018. DOI: 10.1016/j.apnr.2017.12.010.