Percepção de enfermeiros e médicos sobre a segurança do paciente em unidades de terapia intensiva neonatais

TOMAZONI, A. ; ROCHA, P. K. ; RIBEIRO, M. B. ; SERAPIÃO, L. S. ; SOUZA, S. de ; MANZO, B. F.
Título original:
Percepção de enfermeiros e médicos sobre a segurança do paciente em unidades de terapia intensiva neonatais
Resumo:

Objetivo: Descrever a segurança do paciente na percepção dos profissionais de enfermagem e medicina de Unidades de Terapia Intensiva Neonatal.

Método: Pesquisa qualitativa descritiva exploratória na qual foi utilizado o instrumento Hospital Survey on Patient Safety Culture para a coleta de dados. Participaram da pesquisa 28 profissionais de enfermagem e medicina de três Unidades de Terapia Intensiva Neonatal de Florianópolis/Santa Catarina, no período de 2013 a 2015. Para a análise dos dados, utilizou-se a Análise Temática de Conteúdo.

Resultados: Emergiram as seguintes categorias: percepção e estratégias para a segurança do paciente; fatores de risco que interferem na segurança do paciente; desafios na comunicação de erros relacionados ao cuidado em saúde.

Conclusões: A segurança do paciente na visão dos profissionais refletiu a importância do cuidado seguro e da identificação de fatores de risco nas condições de trabalho que predispõem a erros. A comunicação de situações de risco, o desenvolvimento da cultura de segurança e a capacitação tornam-se fundamentais.Palavras-Chave: Segurança do paciente; Unidades de terapia intensiva neonatal; Enfermagem neonatal

Fonte:
Rev Gaúcha Enferm. ; 38(1): e64996; 2017. DOI: 10.1590/1983-1447.2017.01.64996 .