O problema da vergonha da medicina

Jennifer J.RobertsonMD, MSEd ; BritLongMD
Título original:
Medicine's Shame Problem
Resumo:

Contexto: A saúde mental dos médicos é um tema cada vez mais discutido. Apesar dos avanços realizados na discussão da saúde mental de médicos, estas questões ainda são preocupantes. Em particular, a discussão sobre a razão pela qual estas questões são tão problemáticas permanece limitada. Os fatores contribuintes podem incluir o bullying, o “currículo oculto” da medicina, a forma como a cultura médica lida com os erros e, ainda mais importante, o problema da vergonha. Objetivo: Esta revisão narrativa avalia a literatura sobre o bullying e o abuso na medicina, a maneira como o abuso pode exacerbar a vergonha, como a gestão dos erros no cuidado de saúde pode exacerbar a vergonha, como a vergonha pode afetar negativamente a saúde mental e como a comunidade médica e os líderes podem mitigar estes problemas. Discussão: A saúde mental do médico continua a ser um problema importante. O estresse relacionado ao trabalho, o bullying, o currículo oculto da medicina, os erros no cuidado de saúde, os encontros traumáticos com pacientes e o perfeccionismo podem contribuir para a depressão e o esgotamento profissional. A vergonha pode ser um fator subjacente a estas questões. A vergonha é uma emoção universal que leva a baixa autoestima, depressão, transtornos alimentares, abuso e dependência. No entanto, a vergonha pode ser abordada e superada, especialmente através do reconhecimento, da vulnerabilidade e da empatia. A comunidade médica pode contribuir com algumas destas técnicas encorajando a criação de ambientes que favoreçam a bondade e o respeito, dando feedback construtivo ao invés de destrutivo, oferecendo empatia e apoio após a ocorrência de um erro no cuidado de saúde e encorajando ambientes de aprendizagem mútua onde as perguntas sejam feitas com respeito, a fim de melhorar o aprendizado. Isto se opõe às hierarquias e ao questionamento agressivo, em que as perguntas são feitas com intimidação e desrespeito. Conclusões: A vergonha provavelmente representa um fator contribuinte para problemas de saúde mental entre médicos. Para promover a resiliência diante da vergonha, é importante não mantê-la em segredo e oferecer apoio mútuo. Abordando as possíveis causas por trás das preocupações com a saúde mental de médicos, incluindo a vergonha, será possível propor novas soluções. 

Resumo Original:

Background: Physician mental health is an increasingly discussed topic. Despite the progress made regarding the discussion of physician mental health, these issues remain concerning. In particular, the discussion as to why these issues are so problematic remains limited. Contributors can include bullying, the “hidden curriculum” of medicine, how the medical culture handles errors, and importantly, shame. Objective: This narrative review evaluates the literature on bullying and abuse in medicine, how abuse can exacerbate shame, how the handling of medical errors can exacerbate shame, how shame can negatively affect mental health, and how the medical community and leaders can mitigate these issues. Discussion: Physician mental health remains an important issue. Job-related stressors, bullying, medicine's hidden curriculum, medical error, traumatic patient encounters, and perfectionism can contribute to physician depression and burnout. Shame may underlie these factors. Shame is a universal emotion that leads to poor self-esteem, depression, eating disorders, abuse, and addiction. However, shame can be addressed and overcome, especially via acknowledgment, vulnerability, and empathy. The medical community can provide some of these techniques by encouraging environments of kindness and respect, giving constructive rather than destructive feedback, providing empathy and support after a medical error, and encouraging mutual learning environments where questions are asked with respect in order to enhance learning. This is opposed to hierarchies and “pimping,” where questions are asked with intimidation and disrespect. Conclusions: Shame is likely a contributor to physician mental health issues. For shame resilience to occur, it must not be kept secret and mutual support should be provided. By addressing the possible causes behind physician mental health concerns, including shame, more solutions can be proposed. 
https://www.scopus.com/inward/record.uri?eid=2-s2.0-85070674786&doi=10.1...

Fonte: