Melhoria da linha de cuidado do paciente: um método de pesquisa quase-experimental inovador para serviços de saúde

Campos ER ; Moreira-Filho DC ; Silva MTN
Resumo:

O uso de escores preditores ganhou merecido espaço nas práticas de saúde. Todavia, quando usados para alcançar a excelência do cuidado, os escores devem levar em conta também aspectos organizacionais e sociais. O objetivo deste artigo é criar escores para obter variáveis-chave e sua aplicação na gestão do cuidado de uma determinada doença. Apresentamos um método chamado Planejamento Epidemiológico de Linha de Cuidado (PELC) e sua aplicação em pesquisa com pacientes HIV pediátricos. Este estudo de caso é apresentado por meio de dois estudos. O primeiro, sobre o desenvolvimento do método PELC. O segundo é um estudo de caso-controle em pacientes pediátricos com HIV, realizado com base no método PELC. A pesquisa “HIV Pediátrico – primeira aplicação do método PELC” encontrou 4 variáveis-chave para o grau de qualidade da trajetória de cuidado do paciente: aderência ao antirretroviral; ter pelo menos uma consulta no otorrinolaringologista; ter pelo menos uma consulta com assistente social; e ter faltado uma ou mais vezes à consulta de rotina. Acreditamos que o PELC pode ser aplicado em qualquer tipo de linha de cuidado, contribuindo para avanços na qualidade dos serviços de saúde, com ênfase na segurança do paciente e na equidade.

Fonte:
Ciênc. Saúde Coletiva ; 23(5): 1459-1470; 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232018235.08612016.