Melhoria da cultura de segurança hospitalar para a prevenção de quedas por meio da educação em saúde interdisciplinar

Lopez-Jeng C1 ; Eberth SD1
Título original:
Views of key stakeholders on the causes of patient falls and prevention interventions: A qualitative study using
Resumo:

CONTEXTO:
As quedas são um grave problema de saúde pública, com uma estimativa de 37,3 milhões de quedas por ano que exigem atenção médica. A melhoria da cultura hospitalar para aumentar a segurança e prevenir a ocorrência de quedas é um grande desafio organizacional que requer equipes interdisciplinares e educação baseada em evidências para modificar os comportamentos individuais e melhorar os resultados.
MÉTODOS:
Colaboramos com uma equipe interdisciplinar de profissionais da saúde em um hospital rural para desenvolver um programa de educação em saúde adaptado à sua avaliação interna sobre as quedas e problemas de segurança. O programa resultante usou o modelo de mudança comportamental dos “Cinco As” (Five As) e a educação em saúde baseada em evidências. Utilizamos sessões de educação e testes posteriores para medir os resultados ligados aos participantes e distribuímos por todo o hospital o Inquérito Hospitalar sobre Cultura de Segurança do Paciente da Agency for Healthcare Research and Quality (AHRQ) a fim de medir a cultura de segurança do paciente antes e após a intervenção.
RESULTADOS:
Os participantes relataram melhores conhecimentos, atitudes e motivações após participarem das sessões de educação. O inquérito da AHRQ mostrou melhorias em 10 das 11 categorias compostas, das quais 4 foram estatisticamente significativas.
CONCLUSÃO:
O uso dos “Cinco As”, associado a uma abordagem interdisciplinar de educação em saúde, pode melhorar os conhecimentos, atitudes e motivações de profissionais hospitalares para a prevenção de quedas. Estas mudanças ao nível individual podem melhorar a cultura de segurança do paciente ao nível organizacional.
PALAVRAS-CHAVE:
teoria da mudança comportamental; educação em saúde; pesquisa em saúde; prevenção de lesões; segurança; teoria

Resumo Original:

BACKGROUND:
Falls are a serious public health problem, with an estimated 37.3 million falls a year requiring medical assistance. Improving hospital culture to address safety and falls prevention is a major organizational challenge that requires interdisciplinary teams and evidence-based education to change individual behaviors and improve outcomes.
METHODS:
We collaborated with an interdisciplinary team of health practitioners at a critical access hospital to develop a health education program tailored to their internal assessment of falls and safety issues. The resulting program used the Five As behavior change model and evidence-based health education. Education session activities and posttests were used to measure participant outcomes, and the Agency for Healthcare Research and Quality (AHRQ) Hospital Survey on Patient Safety Culture was distributed hospital-wide to measure patient safety culture pre- and postintervention.
RESULTS:
Participants reported increased knowledge, attitudes, and motivations with attendance at education sessions. The AHRQ Hospital Survey showed positive improvements in 10 of the 11 composite categories, 4 of which were statistically significant.
CONCLUSION:
The use of the Five As, along with an interdisciplinary health education approach, can improve individual hospital employee falls prevention knowledge, attitudes, and motivations. That individual-level change can improve patient safety culture at the organizational level.
KEYWORDS:
behavior change theory; health education; health research; injury prevention; safety; theory

Fonte:
; 9: 1524839919840337; 2019. DOI: 10.1177/1524839919840337.