Melhoria da comunicação e resolução após a ocorrência de eventos adversos usando um exercício de simulação criado por pacientes

GALLAGHER, T. H. ; ETCHEGARAY, J. M. ; BERGSTEDT, B. ; CHAPPELLE, A. M. ; OTTOSEN, M. J. ; SEDLOCK, E. W. ; THOMAS, E. J.
Título original:
Improving communication and resolution following adverse events using a patient-created simulation exercise
Resumo:

Objetivo: As respostas aos eventos adversos muitas vezes não são adequadamente centradas nos pacientes, talvez porque as instituições envolvidas e outros grupos de interesse não entendam corretamente o que os pacientes e familiares passam depois que vivenciam falhas no cuidado de saúde.

Ambiente de estudo: Washington e Texas.

Desenho: O HealthPact Patient and Family Advisory Council (PFAC) criou e conduziu um exercício de simulação em cinco fases para ajudar os participantes a entender o que os pacientes vivenciam após um evento adverso. O exercício, com duração de meio dia, foi realizado duas vezes.

Coleta e análise de dados: As lições aprendidas com o desenvolvimento e a condução do exercício foram sintetizadas a partir das anotações de planejamento, avaliações de participantes e anotações de discussão dos exercícios.

Resultados principais: O estudo incluiu 195 participantes (86 de Washington e 108 do Texas). As lições aprendidas com os exercícios estiveram ligadas ao fato de que as respostas aos eventos adversos podem ser complexas, compartimentalizadas e descoordenadas. A participação nesse exercício de simulação levou os participantes e os defensores de pacientes a manifestarem interesse em uma colaboração continuada.

Conclusões: A simulação projetada pelo PFAC pode ajudar os participantes a compreender as experiências dos pacientes e familiares após eventos adversos e a potencialmente melhorar sua resposta a esses eventos.

Resumo Original:

Objective: The response to adverse events can lack patient-centeredness, perhaps because the involved institutions and other stakeholders misunderstand what patients and families go through after care breakdowns.

Study Setting: Washington and Texas.

Study Desing: The HealthPact Patient and Family Advisory Council (PFAC) created and led a five-stage simulation exercise to help stakeholders understand what patients experience following an adverse event. The half-day exercise was presented twice.

Data collection and analysis: Lessons learned related to the development and conduct of the exercise were synthesized from planning notes, attendee evaluations, and exercise discussion notes.

Principal Findingd: One hundred ninety-four individuals attended (86 Washington and 108 Texas). Take-homes from these exercises included the fact that the response to adverse events can be complex, siloed, and uncoordinated. Participating in this simulation exercise led stakeholders and patient advocates to express interest in continued collaboration.

Conclusions: A PFAC-designed simulation can help stakeholders understand patient and family experiences following adverse events and potentially improve their response to these events.

Keywords: Medical errors; patient rights; professional liability; professional-patient relations; truth disclosure

Fonte:
Health Serv Res ; 51(supl.3): 2537-2549; 2016. DOI: 10.1111/1475-6773.12601.