Melhorar o sistema de saúde por meio da divulgação do desempenho: ganhos reais ou trabalho desnecessário?

DAY, G. E. ; SOUTH, L.
Título original:
Improving the health system with performance reporting – real gains or unnecessary work?
Resumo:

Objetivo: Este artigo discute as abordagens atuais para a divulgação pública do desempenho, questionando se ela traz benefícios reais para as organizações de saúde ou se é apenas uma atividade trabalhosa que faz pouco para melhorar a qualidade do cuidado de saúde e o desempenho das organizações. Mais importante, este artigo defende que a divulgação do desempenho não impedirá a ocorrência de outros grandes escândalos de saúde, como os que ocorreram no Bundaberg Hospital ou no NHS Mid Staffordshire Trust. Também apresenta as lições que a Austrália pode aprender com outros sistemas de saúde nos quais a divulgação do desempenho de organizações faz parte das práticas administrativas.

Abordagem: Embora a divulgação do desempenho seja habitualmente concebida para aumentar a eficiência e a efetividade das organizações de saúde, este artigo irá explorar a questão do ponto de vista das práticas administrativas.

Contexto: Este artigo explora a divulgação do desempenho em toda uma série de ambientes organizacionais de cuidado de saúde australiano, a fim de ilustrar diferentes abordagens para a melhoria do desempenho.

Resultados principais: A divulgação do desempenho pode ser uma ferramenta efetiva para melhorar o desempenho organizacional. Para que seja bem-sucedida, os administradores e profissionais de saúde da linha de frente do cuidado precisam trabalhar de forma colaborativa para identificar áreas nas quais o desempenho possa ser melhorado e medidas úteis para efetuar tal melhoria. Além disso, as organizações devem escolher um conjunto significativo de indicadores que os ajudem a promover a melhoria do desempenho. A divulgação do desempenho em tempo real (por exemplo, por meio de painéis de desempenho) dá aos administradores a oportunidade de fazer melhorias progressivas e em tempo hábil. Por fim, a divulgação do desempenho deve ser feita de forma que não prejudique a prestação de um cuidado seguro e de qualidade.

Conclusões: A divulgação do desempenho pode ser uma ferramenta administrativa útil para as organizações de saúde; porém, é importante que a divulgação seja feita em tempo hábil, e as organizações devem selecionar um conjunto de indicadores que tenha impacto em suas instalações e evitar a análise de dados “por atacado”, que lhes dê poucas oportunidades de melhorar a prática ou o desempenho.

Resumo Original:

Aim: This paper will discuss current approaches to performance reporting and whether there are real benefits to healthcare organisations or whether it is a time consuming activity that adds little to improving quality healthcare and organisational performance. Most importantly, this paper will argue that performance reporting will not prevent another major healthcare scandal, such as that seen at Bundaberg Hospital or NHS Mid Staffordshire Trust. The paper will also outline learnings for Australia from other health systems where performance reporting is part of management practice.

Approach: While performance reporting is largely designed to increase the efficiency and effectiveness of healthcare organisations, this paper will explore the approach from a practical managerial perspective.

Context: This paper explores performance reporting across a range of Australian healthcare organisational settings to highlight differing approaches to improving performance.

Main findings: Performance reporting can be an effective tool to improve organisational performance. For performance reporting to be successful, managers and clinicians need to work collaboratively to identify areas for performance improvement and useful measures to address these. Additionally, organisations must choose a meaningful suite of measurements that can help drive performance improvement. Real time performance reporting, such as through performance dashboards, provides managers with the opportunity to make timely, incremental improvements. Finally, performance reporting must be done in a way that does not detract from providing safe, quality patient care.

Conclusions: Performance reporting can be a useful management tool for healthcare organisations, however organisations must consider timeliness of performance reporting and select a number of measurements that have impact for their given facilities and avoid the wholesale analysis of data that has little opportunity to improve practice or performance.

Fonte:
; 11(1): 8-13; 2016.