Medição e monitoramento da segurança: o impacto e os desafios de colocar em prática um referencial conceitual

CHATBURN, E. ; MACRAE, C. ; CARTHEY, J. ; VINCENT, C.
Título original:
Measurement and monitoring of safety: impact and challenges of putting a conceptual framework into practice.
Resumo:

Contexto: O Referencial de Medição e Monitoramento da Segurança (Measuring and Monitoring of Safety Framework) serve como um modelo conceitual para orientar as organizações na avaliação da segurança. A Health Foundation financiou um programa de grande escala para avaliar o valor e o impacto da aplicação do Referencial em contextos regionais e da linha de frente do cuidado. Exploramos as experiências e reflexões dos principais participantes do programa.

Métodos: O estudo foi realizado em nove organizações de saúde na Inglaterra e na Escócia que testaram o Referencial (três órgãos regionais de melhoria, seis ambientes da linha de frente do cuidado). Fizemos entrevistas com profissionais clínicos e administrativos, que foram avaliados por meio da análise temática.

Resultados: Os participantes afirmaram que o Referencial promoveu uma mudança substancial na sua forma de pensar sobre a gestão ativa da segurança em seus ambientes de trabalho. O Referencial ofereceu uma linguagem comum, facilitou uma abordagem mais inquisitiva e promoveu uma visão mais holística dos componentes da segurança. No entanto, essas mudanças no entendimento conceitual nem sempre se traduziram em mudanças mais amplas na prática, e muitos dos locais estudados só abordaram alguns aspectos do Referencial. Uma das três regiões abraçou o Referencial inteiramente e alcançou um impacto mais amplo ao implementar uma série de intervenções. Esta região tinha líderes comprometidos que dedicaram tempo para compreender inteiramente os conceitos, mantiveram uma abordagem flexível para explorar a utilidade do Referencial e trabalharam junto aos profissionais da linha de frente do cuidado para adaptar os conceitos aos ambientes locais.

Conclusões: O Referencial de Medição e Monitoramento da Segurança tem o potencial de promover uma abordagem mais ampla e rica para a segurança organizacional. Uma iniciativa conceitual como esta requer líderes comprometidos, que compreendam bem os conceitos, e mais tempo do que seria necessário em um programa de melhoria tradicional, para que a compreensão do programa e de seus objetivos fique bem estabelecida.

Resumo Original:

Background: The Measurement and Monitoring of Safety Framework provides a conceptual model to guide organisations in assessing safety. The Health Foundation funded a large-scale programme to assess the value and impact of applying the Framework in regional and frontline care settings. We explored the experiences and reflections of key participants in the programme.

Methods: The study was conducted in the nine healthcare organisations in England and Scotland testing the Framework (three regional improvement bodies, six frontline settings). Post hoc interviews with clinical and managerial staff were analysed using template analysis.

Findings: Participants reported that the Framework promoted a substantial shift in their thinking about how safety is actively managed in their environment. It provided a common language, facilitated a more inquisitive approach and encouraged a more holistic view of the components of safety. These changes in conceptual understanding, however, did not always translate into broader changes in practice, with many sites only addressing some aspects of the Framework. One of the three regions did embrace the Framework in its entirety and achieved wider impact with a range of interventions. This region had committed leaders who took time to fully understand the concepts, who maintained a flexible approach to exploring the utility of the Framework and who worked with frontline staff to translate the concepts for local settings.

Conclusions: The Measuring and Monitoring of Safety Framework has the potential to support a broader and richer approach to organisational safety. Such a conceptually based initiative requires both committed leaders who themselves understand the concepts and more time to establish understanding and aims than might be needed in a standard improvement programme.

Fonte:
BMJ Qual Saf ; 2018. DOI: 10.1136/bmjqs-2017-007175.
Nota Geral:

Online First