Medição da cultura de segurança do paciente no cuidado pediátrico de longa duração

HESSELS, A. J. ; AGARWAL, M. ; SAIMAN, L. ; LARSON, E. L.
Título original:
Measuring patient safety culture in pediatric long-term care
Resumo:

Objetivo: O objetivo deste estudo foi testar a confiabilidade, a viabilidade e a utilidade de um inquérito modificado de segurança do paciente para uso em ambientes de cuidado pediátrico de longa duração (CPLD) e descrever a cultura de segurança do paciente em uma amostra de profissionais de unidades de CPLD.

Métodos: Adaptamos o Questionário sobre Cultura de Segurança do Paciente em Instituições de Longa Permanência(Nursing Home Survey on Patient Safety Culture) da Agency for Healthcare Research and Quality e o aplicamos a uma amostra de conveniência de profissionais que trabalham com CPLD durante um seminário educacional em novembro de 2015.

Resultados: Ao todo, 49 participantes de 32 unidades de todas as quatroregiões censitárias dos EUA preencheram o questionário.O inquérito adaptado demonstrou ser facilmente utilizável, com excelente validade de face, viabilidade e consistência interna (alfa de Cronbach=0,94). As pontuações mais altas foram dadas às dimensões “percepção geral de segurança”, “feedback e comunicação de incidentes”, “expectativas e ações dos supervisores”e “apoio administrativo”.As dimensões “trabalho em equipe”, “comunicação”e “passagens de casos e transições”receberam pontuações mais baixas, e as dimensões “contingentes de pessoal”e “aprendizagem organizacional”tiveram as pontuações mais baixas dentre todas.As pontuações estiveram relacionadas à população e à região geográfica atendida.

Conclusão: Este inquérito para medir a cultura de segurança do paciente, adaptado para o CPLD, demonstrou boa confiabilidade e validade, foi utilizável, e os participantes se mostraram muito dispostos a empregá-lo.

Palavras-Chave: cultura de segurança; crianças com condições complexas; cuidado de longa duração; medição; aprendizagem organizacional; segurança do paciente; pediatria

Resumo Original:

Purpose: The purpose of this study was to test the reliability, feasibility and utility of a modified patient safety survey for use in pediatric long term care (pLTC) settings and describe patient safety culture in a sample of providers from pLTC facilities.

Methods: A survey was adapted from the Agency for Healthcare Research and Quality Nursing Home Survey on Patient Safety Culture (PSC-pLTC) and administered to a convenience sample of providers who work in pLTC during an educational workshop in November 2015.

Results: Forty-nine respondents from 32 facilities across all 4 U.S. census regions completed the survey. The adapted survey demonstrated excellent face validity, usability, feasibility and internal consistency reliability (Cronbach alpha = 0.94). Highest ratings were given to overall perceptions of safety, feedback and incident communication, supervisors' expectations and actions and management support. Lower ratings were given to dimensions of teamwork, communication, handoffs and transitions, with the lowest ratings given to staffing and organizational learning. Ratings were associated with population and geographic region served.

Conclusion: This survey to measure patient safety culture adapted for pLTC demonstrated components of reliability and validity, was useable and group discussants were eager for such a measure.

Keywords: Safety culture; children with medical complexity; long-term care; measurement; organizational learning; patient safety; pediatrics

Fonte:
J Pediatr Rehabil Med ; 10(2): 81-87; 2017. DOI: 10.3233/PRM-170432.