Manejo de adultos com pneumonia hospitalar e associada à ventilação mecânica: diretrizes de práticas clínicas 2016 da sociedade americana de doenças infecciosas e da sociedade torácica americana

Título original:
Management of adults With hospital-acquired and ventilator-associated pneumonia: 2016 clinical practice guidelines by the infectious diseases society of america and the american thoracic society
Resumo:

É importante perceber que as diretrizes nem sempre podem explicar a variação individual entre pacientes. Elas não se destinam a suplantar a decisão dos médicos em relação a pacientes específicos ou situações clínicas peculiares. A Sociedade Americana de Doenças Infecciosas (IDSA) considera a adesão a estas orientações como sendo voluntária, com determinação final quanto à sua aplicação a ser feita pelo médico à luz das circunstâncias individuais de cada paciente.

Estas diretrizes são voltadas para profissionais de saúde que cuidam de pacientes com risco de pneumonia hospitalar (PH) e pneumonia associada à ventilação mecânica (PAV), incluindo especialistas em doenças infecciosas, doenças pulmonares, cuidados intensivos e cirurgiões, anestesiologistas, hospitalistas e quaisquer clínicos e prestadores de cuidados de saúde para pacientes hospitalizados com pneumonia hospitalar. As recomendações do painel para o diagnóstico e tratamento de PH e VAP são baseadas em evidências derivadas de revisões sistemáticas da literatura sobre tópicos específicos.

Resumo Original:

It is important to realize that guidelines cannot always account for individual variation among patients. They are not intended to supplant physician judgment with respect to particular patients or special clinical situations. IDSA considers adherence to these guidelines to be voluntary, with the ultimate determination regarding their application to be made by the physician in the light of each patient's individual circumstances.

These guidelines are intended for use by healthcare professionals who care for patients at risk for hospital-acquired pneumonia (HAP) and ventilator-associated pneumonia (VAP), including specialists in infectious diseases, pulmonary diseases, critical care, and surgeons, anesthesiologists, hospitalists, and any clinicians and healthcare providers caring for hospitalized patients with nosocomial pneumonia. The panel's recommendations for the diagnosis and treatment of HAP and VAP are based upon evidence derived from topic-specific systematic literature reviews.

Fonte:
Clin Infect Dis ; 63(5): 575-582; 2016. DOI: 10.1093/cid/ciw504.