Implementação do programa CUSP para melhorar a segurança do paciente em um ambulatório de atenção primária universitário

PITTS, S. I. ; MARUTHUR, N. M. ; LUU, N. P. ; CURRERI, K. ; GRIMES, R. ; NIGRIN, C. ; SATEIA, H. F.
Título original:
Implementing the Comprehensive Unit-Based Safety Program (CUSP) to Improve Patient Safety in an Academic Primary Care Practice
Resumo:

Contexto: Embora haja uma crescente conscientização sobre o risco de danos no cuidado de saúde ambulatorial, a maioria das iniciativas de segurança do paciente se concentra em pacientes internados. O programa CUSP (Comprehensive Unit-based Safety Program, Programa Abrangente de Segurança Baseado na Unidade) é um dos esforços de segurança altamente bem-sucedidos nos ambientes hospitalares. Em 2014, o programa CUSP foi implementado em um ambulatório de atenção primária universitário.

Métodos: Como parte da implementação do programa, funcionários e profissionais clínicos receberam treinamento na ciência da segurança e preencheram um inquérito de avaliação da segurança com duas perguntas para identificar preocupações de segurança no ambulatório. As preocupações identificadas pelos membros da equipe foram usadas para selecionar duas prioridades de segurança iniciais. O impacto do programa CUSP sobre o clima de segurança e o trabalho em equipe foi avaliado através de uma comparação do tipo pré/pós dos resultados do Questionário de Atitudes de Segurança validado.

Resultados: Ao todo, 96% dos profissionais receberam o treinamento em ciência da segurança como parte da implementação do programa, e 100% preencheram o questionário de avaliação da segurança com duas perguntas. As preocupações de segurança identificadas com mais frequência estiveram relacionadas aos medicamentos (n=11, 28,2), aos exames diagnósticos (n=9, 25) e à comunicação (n=5, 14). A equipe do programa CUSP priorizou inicialmente a comunicação e o controle de infecções, o que levou à padronização dos fluxos de trabalho no ambulatório. Seis meses após a implementação do programa, foram observados aumentos grandes, mas não estatisticamente significativos na porcentagem de participantes que afirmavam conhecer os canais apropriados para fazer perguntas sobre a segurança do paciente, que se sentiam encorajados a expressar as suas preocupações de segurança e acreditavam que o ambiente de trabalho facilitava a aprendizagem com os erros dos outros.

Conclusão: O programa CUSP é uma ferramenta promissora para melhorar o clima de segurança e identificar e resolver preocupações de segurança no cuidado de saúde ambulatorial.

Resumo Original:

Background: While there is growing awareness of the risk of harm in ambulatory health care, most patient safety efforts have focused on the inpatient setting. The Comprehensive Unit-based Safety Program (CUSP) has been an integral part of highly successful safety efforts in inpatient settings. In 2014 CUSP was implemented in an academic primary care practice.

Methods: As part of CUSP implementation, staff and clinicians underwent training on the science of safety and completed a two-question safety assessment survey to identify safety concerns in the practice. The concerns identified by team members were used to select two initial safety priorities. The impact of CUSP on safety climate and teamwork was assessed through a pre-post comparison of results on the validated Safety Attitudes Questionnaire.

Results: Ninety-six percent of staff completed science of safety training as part of CUSP implementation, and 100% of staff completed the two-question safety assessment. The most frequently identified safety concerns were related to medications (n = 11, 28.2), diagnostic testing (n = 9, 25), and communication (n = 5, 14). The CUSP team initially prioritized communication and infection control, which led to standardization of work flows within the practice. Six months following CUSP implementation, large but nonstatistically significant increases were found for the percentage of survey respondents who reported knowledge of the proper channels for questions about patient safety, felt encouraged to report safety concerns, and believed that the work setting made it easy to learn from the errors of others.

Conclusion: CUSP is a promising tool to improve safety climate and to identify and address safety concerns within ambulatory health care.

Fonte:
Jt Comm J Qual Saf ; 43(11): 591-597; 2017. DOI: 10.1016/j.jcjq.2017.06.006.