Fronteiras nos fatores humanos: integração de especialistas nos esforços multidisciplinares para melhorar o cuidado de saúde

Catchpole, K. ; Bowie, P. ; Fouquet, S. ; Rivera, J. ; Hignett, S.
Título original:
Frontiers in human factors: Embedding specialists in multi-disciplinary efforts to improve healthcare
Resumo:

Apesar da aplicação de uma enorme gama de princípios de fatores humanos (FH) em uma crescente variedade de contextos do cuidado de saúde, há muito mais que poderia ser feito para aproveitar estes conhecimentos em benefício dos pacientes, do bem-estar dos profissionais e do desempenho organizacional. O setor da saúde tem tido dificuldades em adotar abordagens para a segurança sistêmica; além disso, aplica ou interpreta outras abordagens de forma inadequada e se agarra a uma série de mitos ultrapassados e potencialmente contraproducentes, enquanto a ciência da segurança continua a evoluir. Uma consequência destes mal-entendidos persistentes é que existem poucas oportunidades para profissionais qualificados de FH nos ambientes clínicos. Em vez disso, os FH têm sido aplicados por profissionais clínicos e outros, com grau de sucesso extremamente variável – às vezes de forma muito bem-sucedida, mas frequentemente de maneiras limitadas e até mesmo contraproducentes. Enquanto isso, os profissionais de FH têm tido dificuldade em causar um impacto significativo na linha de frente do cuidado de saúde, recebendo pouco apoio ou estrutura em sua carreira. No entanto, nos últimos anos, os profissionais de FH integrados aos ambientes clínicos começaram a alcançar conquistas consideráveis, que estão agora sendo apoiadas e amplificadas por redes profissionais. As recentes experiências com a doença do coronavírus de 2019 (COVID-19) confirmam este fato. Uma colaboração mais estreita entre profissionais da saúde e de FH resultará em mudanças significativas e, em última instância, em benefícios tanto para as profissões como para o cuidado de saúde. 
 

Resumo Original:

Despite the application of a huge range of human factors (HF) principles in a growing range of care contexts, there is much more that could be done to realize this expertise for patient benefit, staff well-being and organizational performance. Healthcare has struggled to embrace system safety approaches, misapplied or misinterpreted others, and has stuck to a range of outdated and potentially counter-productive myths even has safety science has developed. One consequence of these persistent misunderstandings is that few opportunities exist in clinical settings for qualified HF professionals. Instead, HF has been applied by clinicians and others, to highly variable degrees - sometimes great success, but frequently in limited and sometimes counter-productive ways. Meanwhile, HF professionals have struggled to make a meaningful impact on frontline care and have had little career structure or support. However, in the last few years, embedded clinical HF practitioners have begun to have considerable success that are now being supported and amplified by professional networks. The recent coronavirus disease of 2019 (COVID-19) experiences confirm this. Closer collaboration between healthcare and HF professionals will result in significant and ultimately beneficial changes to both professions and clinical care. 
 

Fonte:
Scopus Premium ; 33: 13-18; 2021. DOI: 10.1093/intqhc/mzaa108.