Fatores associados à sustentabilidade de dois programas de melhoria da qualidade após ser alcançado o êxito na implementação inicial. Um estudo de caso qualitativo

AMENT, S. M. C. ; GILLISSEN, F. ; MOSER, A. ; MAESSEN, J. M. C. ; DIRKSEN, C. D. ; VON MEYENFELDT, M. F. ; VAN DER WEIJDEN, T.
Título original:
Factors associated with sustainability of 2 quality improvement programs after achieving early implementation success. A qualitative case study
Resumo:

Justificativa e objetivos: A sustentabilidade das inovações é um conceito relativamente novo na pesquisa em saúde, tendo atraído cada vez mais interesse. Este estudo explorou os fatores relacionados à sustentabilidade de dois programas hospitalares multidisciplinares entre 3 e 6 anos depois de ser alcançado o êxito da implementação inicial.

Métodos: Realizamos um estudo qualitativo exploratório sobre dois casos de implementação: um programa de Melhor Recuperação Pós-Operatória para cirurgia colorretal e um programa de internação curta para cirurgia de câncer de mama. Realizamos entrevistas semiestruturadas com as principais pessoas envolvidas no processo de cuidado em 14 hospitais para ambos os programas, no mínimo 3 anos após a implementação, entre março de 2012 e maio de 2013. Utilizamos o Referencial Consolidado para a Pesquisa em Implementação na fase de desenvolvimento do guia de entrevistas, durante a coleta de dados e durante a análise. Realizamos uma análise de conteúdo direcionada.

Resultados: Ao todo, foram realizadas 21 entrevistas com 26 pessoas: 18 sobre o programa de Melhor Recuperação Pós-Operatória e 8 sobre o de internação curta. Os participantes mencionaram os seguintes fatores associados à sustentabilidade dos programas: possibilidade de modificar e adaptar o programa, relação custo-efetividade, institucionalização nos sistemas existentes, linhas de comunicação curtas dentro da equipe multidisciplinar, cultura inovadora, benefícios para os pacientes, cosmopolitismo, existência de políticas e incentivos externos, confiança e crença no programa e difusão do programa para outros ambientes. Dois fatores não são cobertos pelo Referencial Consolidado para a Pesquisa em Implementação: a modificação do programa ao longo dos anos e a sua difusão a outros contextos.

Conclusões: Os fatores associados à sustentabilidade apresentados em ambos os casos foram, em grande medida, os mesmos. A liderança e o projeto de implementação não foram mencionados como fatores que influenciaram a sustentabilidade a longo prazo dos benefícios alcançados. A sustentabilidade das inovações é influenciada por determinantes procedentes de todos os níveis ecológicos do sistema de saúde e exige esforços contínuos na fase pós-implementação.

Palavras-chave: Avaliação pós-implementação tardia; pesquisa qualitativa; melhoria de qualidade; sustentabilidade.

Resumo Original:

Rationale, aims, and objectives: Sustainability of innovations is a relatively new concept in health care research and has become an issue of growing interest. The current study explored factors related to the sustainability of 2 multidisciplinary hospital-based programs 3 to 6 years after achieving early implementation success.

Method: An exploratory qualitative study was conducted into 2 implementation cases, an Enhanced Recovery After Surgery program for colorectal surgery and a short-stay program for breast cancer surgery. Semistructured interviews were held with key persons involved in the care process in 14 hospitals from both cases minimally 3 years after the implementation, between March 2012 and May 2013. The Consolidated Framework for Implementation Research was used to direct the development of the interview guide, during data collection and during analysis. A directed content analysis was performed.

Results: A total of 21 interviews with 26 individuals were held, 18 regarding the Enhanced Recovery After Surgery case and 8 regarding the short-stay program case. Respondents mentioned the following factors associated with sustainability of the programs: modification and adaptability of the program, cost-effectiveness, institutionalization into existing systems, short communication lines within the multidisciplinary team, an innovative culture, benefits for patients, cosmopolitanism, the existence of external policies and incentives, trust and belief in the program, and spread of the program to other settings. Two factors are not covered by the Consolidated Framework for Implementation Research, ie, modification of the program over the years and spread of the program to other contexts.

Conclusions: The factors associated with sustainability put forward in both cases were largely the same. Leadership and the implementation project were not mentioned as having influenced the long-term sustainability of the benefits achieved. Sustainability of the innovations is influenced by determinants stemming from all ecological levels of the health care system and demands continuous effort in the postimplementation phase.

Keywords: late postimplementation evaluation; qualitative research; quality improvement; sustainability.

Fonte:
J Eval Clin Pract ; 23(6): 1135-1143; 2017. DOI: 10.1111/jep.12735.