Evidências da subutilização de serviços de saúde em todo o mundo

GLASZIOU, P. ; STRAUS, S. ; BROWNLEE, S. ; TREVENA, L. ; DANS, L. ; GUYATT, G. ; ELSHAUG, A.G.
Título original:
Evidence for underuse of effective medical services around the world
Resumo:

A subutilização de procedimentos — a não utilização de intervenções médicas efetivas e a um custo viável — é comum e provoca muito sofrimento, incapacidades e perda de vidas em todo o mundo. A subutilização de procedimentos ocorre em todos os pontos do continuum de tratamento e inclui populações que não têm acesso ao cuidado de saúde, à oferta adequada de recursos e profissionais de saúde, à adoção lenta ou parcial das inovações e pacientes que não têm acesso a elas ou que as recusam. O nível de subutilização de diferentes intervenções varia segundo o país, e o fenômeno está documentado em países de alta, média e baixa renda e em diferentes tipos de sistemas de saúde, modelos de pagamento e serviços de saúde. A maior parte da pesquisa sobre a subutilização concentra-se em avaliar soluções para o problema; muito menos atenção é dada à prevalência global da subutilização ou às suas consequências para os pacientes e populações. O uso focado de recursos e esforços pode superar problemas específicos de subutilização; porém, gasta-se comparativamente pouco no trabalho de compreender e superar as barreiras que dificultam a melhor adoção de intervenções efetivas e de conceber métodos para tornar seu custo acessível.

Resumo Original:

Underuse - the failure to use effective and affordable medical interventions-is common and responsible for substantial suffering, disability, and loss of life worldwide. Underuse occurs at every point along the treatment continuum, from populations lacking access to health care to inadequate supply of medical resources and labour, slow or partial uptake of innovations, and patients not accessing or declining them. The extent of underuse for different interventions varies by country, and is documented in countries of high, middle, and low-income, and across different types of health-care systems, payment models, and health services. Most research into underuse has focused on measuring solutions to the problem, with considerably less attention paid to its global prevalence or its consequences for patients and populations. Although focused effort and resources can overcome specific underuse problems, comparatively little is spent on work to better understand and overcome the barriers to improved uptake of effective interventions, and methods to make them affordable.

Fonte:
; pii: S0140-6736(16): 30946-1; 2017. DOI: 10.1016/S0140-6736(16)30946-1.