Evidências da sobreutilização de serviços de saúde em todo o mundo

BROWNLEE, S. ; CHALKIDOU, K. ; DOUST, J. ; ELSHAUG, A.G. ; GLASZIOU, P. ; HEATH, I. ; NAGPAL, S.
Título original:
Evidence for overuse of medical services around the world
Resumo:

A sobreutilização de procedimentos, definida como a prestação de serviços de saúde que tem maior probabilidade de causar danos do que de fazer bem, é um problema generalizado. A medição direta da sobreutilização de procedimentos pela documentação da prestação de serviços inapropriados é difícil, dada a dificuldade de definir o que é um cuidado apropriado para pacientes com preferências e necessidades individuais. A sobreutilização também pode ser medida indiretamente, examinando-se as variações geográficas injustificadas na prevalência de procedimentos e na intensidade do cuidado. Apesar dos desafios, a alta prevalência de sobreutilização está bem documentada nos países de alta renda em uma ampla gama de serviços e tem sido cada vez mais reconhecida nos países de baixa renda. A sobreutilização de serviços desnecessários pode causar danos físicos e psicológicos aos pacientes e prejudicar os sistemas de saúde, por causar o desperdício de recursos e desviar investimentos em saúde pública e gastos sociais, que sabidamente contribuem para a saúde. Embora os danos causados pela sobreutilização não estejam bem quantificados e as tendências não tenham sido adequadamente descritas, ela provavelmente está aumentando em todo o mundo.

Resumo Original:

Overuse, which is defined as the provision of medical services that are more likely to cause harm than good, is a pervasive problem. Direct measurement of overuse through documentation of delivery of inappropriate services is challenging given the difficulty of defining appropriate care for patients with individual preferences and needs; overuse can also be measured indirectly through examination of unwarranted geographical variations in prevalence of procedures and care intensity. Despite the challenges, the high prevalence of overuse is well documented in high-income countries across a wide range of services and is increasingly recognised in low-income countries. Overuse of unneeded services can harm patients physically and psychologically, and can harm health systems by wasting resources and deflecting investments in both public health and social spending, which is known to contribute to health. Although harms from overuse have not been well quantified and trends have not been well described, overuse is likely to be increasing worldwide.

Fonte:
; pii: S0140-6736(16): 32585-5; 2017. DOI: 10.1016/S0140-6736(16)32585-5.