Esforços em equipe para melhorar a qualidade do cuidado, o papel fundamental da ética e a responsabilidade dos administradores de saúde: estratégias de monitoramento e gestão para melhorar o trabalho em equipe

KOSSAIFY, A. ; HLEIHEL, W. ; LAHOUD, J. C.
Título original:
Team-based efforts to improve quality of care, the fundamental role of ethics, and the responsibility of health managers: monitoring and management strategies to enhance teamwork
Resumo:

Objetivos: Destacar a importância do trabalho em equipe nas instituições de saúde, realizando uma revisão e discussão da literatura relevante.

Desenho: Artigo de revisão.

Métodos: Realizamos uma busca na base de dados MEDLINE/Pubmed a partir de 1990, usando os termos “equipe”, “trabalho em equipe”, “administradores”, “cuidado de saúde” e “cooperação” para a pesquisa nos títulos, resumos, palavras-chave e conclusões; os termos “segurança do paciente”, “ética”, “auditorias” e “qualidade do cuidado” foram usados especificamente para pesquisar resumos e serviram como filtros adicionais para selecionar artigos relevantes.

Resultados: Ao todo, 33 artigos foram considerados relevantes; os fatores que afetam a qualidade do cuidado em instituições de saúde são múltiplos e variados, incluindo questões relacionadas ao perfil individual, à estrutura administrativa e aos esforços em equipe. As questões que afetam o trabalho em equipe incluem principalmente: autoconsciência, ambiente de trabalho, liderança, ética, cooperação, comunicação e competição. Além disso, planos de melhoria de qualidade destinados a aprimorar e expandir as equipes são essenciais nesse contexto. O monitoramento e a gestão das equipes são vitais para promover um trabalho em equipe eficiente, com todas as qualidades necessárias para tornar o sistema de saúde mais seguro. Em todos os casos, a responsabilidade dos administradores de saúde é fundamental na criação e manutenção de um ambiente propício para o trabalho em equipe.

Conclusão: Sabe-se que o trabalho em equipe melhora os resultados na medicina, seja ao nível clínico, organizacional ou científico. O trabalho em equipe nas instituições de saúde deve ser cada vez mais encorajado, uma vez que os esforços individuais muitas vezes são insuficientes para alcançar resultados clínicos ideais.

Resumo Original:

Objectives: Highlight the importance of teamwork in health care institutions by performing a review and discussion of the relevant literature.

Study Design: Review paper.

Methods: A MEDLINE/Pubmed search was performed starting from 1990, and the terms 'team, teamwork, managers, healthcare, and cooperation' were searched in titles, abstracts, keywords, and conclusions; other terms 'patient safety, ethics, audits and quality of care' were specifically searched in abstracts and were used as additional filters criteria to select relevant articles.

Results: Thirty-three papers were found relevant; factors affecting the quality of care in health care institutions are multiple and varied, including issues related to individual profile, to administrative structure and to team-based effort. Issues affecting teamwork include mainly self-awareness, work environment, leadership, ethics, cooperation, communication, and competition. Moreover, quality improvement plans aiming to enhance and expand teams are essential in this context. Team monitoring and management are vital to achieve efficient teamwork with all the required qualities for a safer health system. In all cases, health managers' responsibility plays a fundamental role in creating and sustaining a teamwork atmosphere.

Conclusion: Teamwork is known to improve outcomes in medicine, whether at the clinical, organizational, or scientific level. Teamwork in health care institutions must increasingly be encouraged, given that individual effort is often insufficient for optimal clinical outcome.

Fonte:
J public health ; 153: 91-98; 2017. DOI: 10.1016/j.puhe.2017.08.007.