Do que eles estão falando? Conteúdo da comunicação entre enfermeiros, pacientes e familiares em um serviço de saúde para idosos – um estudo etnográfico

JOHSSON, A. ; WAGMAN, P. ; BOMAN, Å. ; PENNBRANT, S.
Título original:
What are they talking about? Content of the communication exchanges between nurses, patients and relatives in a department of medicine for older people-An ethnographic study
Resumo:

Objetivos: Explorar e descrever o conteúdo da comunicação entre enfermeiros, pacientes e seus familiares em um serviço de saúde para idosos no oeste da Suécia.

Contexto: No setor da saúde, a comunicação de informações, mensagens e conhecimentos entre enfermeiros, pacientes idosos e seus familiares ocorre constantemente. A qualidade dessa comunicação tem uma grande influência nos resultados do cuidado de saúde. Um pré-requisito para a prestação e recepção de um cuidado de qualidade é a compreensão mútua entre as partes envolvidas.

Desenho: Realizamos um estudo etnográfico baseado numa perspectiva sociocultural.

Métodos: Coletamos dados através de 40 observações participativas de encontros entre enfermeiros e pacientes idosos e/ou familiares, que envolveram 135 horas de interação enfermeiro-paciente-familiar, notas de campo, 40 conversas em campo com 24 enfermeiros e 40 conversas em campo com pacientes (n=40) e familiares (n=26). Realizamos cinco entrevistas semiestruturadas com enfermeiros. Foi realizada uma análise etnográfica.

Resultados: A análise identificou três categorias de conteúdo durante a comunicação: conteúdo centrado na condição clínica do paciente, conteúdo pessoal centrado na história de vida do paciente e conteúdo explicativo centrado nas necessidades de saúde e de enfermagem do paciente. O conteúdo é influenciado pela situação e pelo contexto.

Conclusões: Os enfermeiros se beneficiariam de uma maior compreensão e conscientização sobre a importância do conteúdo da comunicação e de fazer perguntas didáticas (como, quando, o que e por que), a fim de melhorar a compreensão dos pacientes e familiares sobre os intercâmbios de informação e aumentar a segurança do paciente.

Relevância para a prática clínica: Os enfermeiros podem usar o conteúdo da comunicação para criar condições que lhes permitam ter uma visão holística da história de vida do paciente e desenvolver um plano de cuidados apropriado, centrado na pessoa.

Resumo Original:

Aims and objectives: To explore and describe the content of the communication exchanges between nurses, patients and their relatives in a department of medicine for older people in western Sweden.

Background: Information, messages and knowledge are constantly being communicated between nurses, older patients and relatives in the healthcare sector. The quality of communication between them has a major influence on patient outcomes. A prerequisite for good care to be given and received is that there is mutual understanding between the parties involved.

Design: An ethnographic study was informed by a sociocultural perspective.

Method: Data were collected through 40 participatory observations of meetings between nurses and older patients and/or relatives which covered 135 hr of nurse-patient-relative interaction, field notes, 40 field conversations with 24 nurses and 40 field conversations with patients (n = 40) and relatives (n = 26). Five semi-structured interviews were conducted with nurses. An ethnographic analysis was performed.

Results: The analysis identified three categories of content of the communication exchanges: medical content focusing on the patient's medical condition, personal content focusing on the patient's life story and explanatory content focusing on the patient's health and nursing needs. The content is influenced by the situation and context.

Conclusions: Nurses would benefit from more awareness and understanding of the importance of the communication content and of the value of asking the didactic questions (how, when, what and why) to improve the patients' and relatives' understanding of the information exchanges and to increase patient safety.

Relevance to clinical practice: Nurses can use the communication content to create conditions enabling them to obtain a holistic view of the patient's life history and to develop an appropriate person-centred care plan.

Fonte:
J Clin Nurs ; 27(7-8): e1651-e1659; 2018. DOI: 10.1111/jocn.14315.