Desenvolvimento de uma ferramenta de observação de reuniões rápidas de segurança para discussões estruturadas de gerenciamento de casos destinadas a melhorar a consciência situacional em enfermarias clínicas

EDBROOKE-CHILDS, J. ; HAYES, J. ; SHARPLES, E. ; GONDEK, D. ; STAPLEY, E. ; SEVDALIS, N. ; LACHMAN, P.
Título original:
Development of the Huddle Observation Tool for structured case management discussions to improve situation awareness on inpatient clinical wards
Resumo:

Contexto: O projeto SAFE (Situation Awareness For Everyone, Consciência Situacional para Todos) foi um programa de três anos destinado a melhorar a consciência situacional de equipes clínicas para detectar possíveis casos de deterioração e outros riscos a crianças internadas em enfermarias. A principal intervenção foram as reuniões rápidas (Huddle), uma discussão estruturada de gerenciamento de casos clínicos, que é fundamental para melhorar a consciência situacional. Este estudo procurou desenvolver uma ferramenta de avaliação observacional para examinar os processos na equipe que ocorrem durante as reuniões rápidas, incluindo a efetividade da reunião.

Métodos: Utilizamos um desenho observacional transversal para desenvolver a “ferramenta de observação de reuniões rápidas” (Huddle Observation Tool, HOT) ao longo de três fases, usando uma metodologia psicométrica padronizada. As reuniões rápidas foram observadas por cinco pesquisadores em quatro enfermarias pediátricas de hospitais do NHS que participam do projeto SAFE: duas situadas em hospitais pediátricos especializados e duas em hospitais distritais gerais. A localização, o número de leitos e o tempo de internação procuraram tornar a amostra o mais heterogênea possível. A confiabilidade interavaliadores foi calculada usando o κ ponderado e o coeficiente de correlação intraclasse.

Resultados: A confiabilidade interavaliadores foi aceitável para a cultura colaborativa (κ ponderado=0,32, IC 95% 0,17 a 0,42), para os itens ligados ao ambiente (κ ponderado=0,78, IC 95% 0,52 a 1) e para o escore total (coeficiente de correlação intraclasse=0,87, IC 95% 0,68 a 0,95). A confiabilidade interavaliadores foi menor para os itens ligados à estrutura e à gestão de riscos, sugerindo uma maior variação na forma como os pesquisadores avaliaram estes itens. No entanto, a concordância em relação ao escore global para as reuniões rápidas foi aceitável.

Conclusão: Desenvolvemos uma ferramenta de avaliação observacional para examinar os processos na equipe que ocorrem durante as reuniões rápidas, incluindo a efetividade da reunião. A pesquisa futura deverá examinar se as avaliações observacionais de reuniões rápidas estão associadas a outros indicadores de segurança em enfermarias clínicas (como o clima de segurança e os incidentes que causam danos aos pacientes) e se os escores da ferramenta HOT estão associados a uma melhor consciência situacional e a um menor número de casos de deterioração e de eventos adversos em ambientes clínicos, tais como enfermarias.

Resumo Original:

Background: 'Situation Awareness For Everyone' (SAFE) was a 3-year project which aimed to improve situation awareness in clinical teams in order to detect potential deterioration and other potential risks to children on hospital wards. The key intervention was the 'huddle', a structured case management discussion which is central to facilitating situation awareness. This study aimed to develop an observational assessment tool to assess the team processes occurring during huddles, including the effectiveness of the huddle.

Methods: A cross-sectional observational design was used to psychometrically develop the 'Huddle Observation Tool' (HOT) over three phases using standardised psychometric methodology. Huddles were observed across four NHS paediatric wards participating in SAFE by five researchers; two wards within specialist children hospitals and two within district general hospitals, with location, number of beds and length of stay considered to make the sample as heterogeneous as possible. Inter-rater reliability was calculated using the weighted kappa and intraclass correlation coefficient.

Results: Inter-rater reliability was acceptable for the collaborative culture (weighted kappa=0.32, 95% CI 0.17 to 0.42), environment items (weighted kappa=0.78, 95% CI 0.52 to 1) and total score (intraclass correlation coefficient=0.87, 95% CI 0.68 to 0.95). It was lower for the structure and risk management items, suggesting that these were more variable in how observers rated them. However, agreement on the global score for huddles was acceptable.

Conclusion: We developed an observational assessment tool to assess the team processes occurring during huddles, including the effectiveness of the huddle. Future research should examine whether observational evaluations of huddles are associated with other indicators of safety on clinical wards (eg, safety climate and incidents of patient harm), and whether scores on the HOT are associated with improved situation awareness and reductions in deterioration and adverse events in clinical settings, such as inpatient wards.

Fonte:
BMJ Qual Saf ; 2017. DOI: 10.1136/bmjqs-2017-006513.
Nota Geral:

Online First