Cultura de segurança do paciente segundo profissionais de enfermagem de um hospital acreditado

Eliana Melo ; Alexandre Pazetto Balsanelli ; Vanessa Ribeiro Neves ; Elena Bohomol
Resumo Original:

Objetivo:
Avaliar a percepção da equipe de enfermagem quanto à cultura de segurança do paciente de um hospital acreditado e identificar as diferenças entre turnos, categoria profissional e unidades.
Método:
Estudo transversal, realizado num hospital privado, na cidade de São Paulo, SP, Brasil, com aplicação do Hospital Surveyon Patient Safety Culture a 497 profissionais de enfermagem. Realizou-se análise descritiva, consistência do instrumento e modelo misto linear generalizado.
Resultados:
A dimensão aprendizado organizacional e melhoria contínua foi considerada área forte (77%) e as dimensões adequação de pessoal (47%), passagem de plantão/turno e transferência (47%) e resposta não punitiva aos erros (25%) foram consideradas frágeis. Foram encontradas diferenças de percepção entre as categorias profissionais em duas dimensões; entre os turnos, em seis; e entre os setores, em sete dimensões.
Conclusão:
A equipe de enfermagem identificou fragilidades na cultura de segurança do paciente no hospital, havendo necessidade de uniformizar os processos de melhoria.
 

Fonte:
Revista Gaúcha de Enfermagem ; 41; 2021. DOI: doi.org/10.1590/1983-1447.2020.20190288.