Cultura de segurança do paciente em três hospitais brasileiros com diferentes tipos de gestão

ANDRADE, L. E. L. ; LOPES, J. M. ; SOUZA FILHO, M. C. ; VIEIRA JÚNIOR, R. F. ; FARIAS, L. P. C. ; SANTOS, C. C. M. dos ; GAMA, Z. A. da S.
Resumo:

O objetivo do estudo foi avaliar a cultura de segurança do paciente e fatores associados em hospitais brasileiros com diferentes tipos de gestão: federal, estadual e privado. O desenho foi observacional transversal. Enviaram-se 1576 questionários aos profissionais de três hospitais do estado do Rio Grande do Norte, utilizando o Hospital Survey on Patient Safety Culture, adaptado para o Brasil, que mede 12 dimensões da cultura de segurança. As percepções são descritas através de uma nota geral (0 a 10) e dos percentuais de respostas positivas para estimar fortalezas e fragilidades em cada dimensão. A taxa de resposta foi de13,6% (n = 215). A segurança do paciente teve nota entre 7 e 10, para 78,1% dos respondentes, sendo a maior média das notas apresentada pelo hospital privado (8,32). O tipo de gestão hospitalar, unidade de serviço, cargo e quantidade de notificação de eventos adversos estiveram associados à nota geral da segurança do paciente (p < 0,001). Apenas o hospital privado apresentou fortalezas nas dimensões analisadas, enquanto que as fragilidades apareceram em todos os hospitais.

Keywords : Segurança do paciente; Cultura organizacional; Gerenciamento de segurança; Qualidade da assistência à saúde.

Fonte:
Ciênc. Saúde Coletiva ; 23(1): 161-172; 2018. DOI: 10.1590/1413-81232018231.24392015.