Considerando a variabilidade dos indicadores de desempenho de qualidade e de segurança: uma análise de relatórios de desempenho por conselhos de administração de trusts do NHS inglês

SCHMIDTKE, K. A. ; POOTS, A. J. ; CARPIO, J. ; VLAEV, I. ; KANDALA, N. B. ; LILFORD, R. J.
Título original:
Considering chance in quality and safety performance measures: an analysis of performance reports by boards in English NHS trusts
Resumo:

Objetivos: Os membros de conselhos de administração de hospitais precisam avaliar grandes volumes de dados sobre qualidade e segurança e têm o dever de agir quando há sinais de mau desempenho. No entanto, para isso é preciso compreender a variabilidade presente nos dados. Este artigo investiga se os dados contidos em documentos de conselhos de administração de hospitais de cuidado de pacientes agudos do National Health Service (NHS) inglês são apresentados de uma forma que ajude os membros de conselhos de administração a considerar o papel do acaso em suas decisões.

Métodos: Selecionamos aleatoriamente 30 trusts do NHS inglês e coletamos documentos de seus conselhos de administração. Identificamos gráficos ligados à qualidade e à segurança. Realizamos, posteriormente, discriminações categóricas para documentar os métodos utilizados para a apresentação de dados de qualidade e segurança em documentos dos conselhos de administração, procurando saber especificamente se e como os gráficos representam a variação, ou seja, se houve a inclusão de linhas de controle ou barras de erro.

Resultados: Uma amostra de 30 documentos contendo um total de 1488 gráficos foi obtida. Somente 88 (6%) desses gráficos representaram variação, e apenas 17 dos 30 documentos incluíram algum gráfico que a representasse. Dos 88 gráficos que procuraram representar a variação, 16 incluíram barras de erro e 72 incluíram limites de controle. Apenas 6 (8%) dos 72 gráficos com limites de controle indicaram como estes haviam sido definidos (por exemplo, 2 vs. 3 desvios-padrão).

Conclusões: Os membros de conselhos de administração de hospitais precisam avaliar grandes volumes de informação. Gráficos de controle podem ajudá-los a compreender a variação, mas os conselhos muitas vezes não utilizam esse tipo de gráfico. Discutimos os obstáculos do lado da demanda e da oferta que poderiam ser superados para aumentar o uso de gráficos com limites de controle na área da saúde.

Resumo Original:

Objectives: Hospital board members are asked to consider large amounts of quality and safety data with a duty to act on signals of poor performance. However, in order to do so it is necessary to distinguish signals from noise (chance). This article investigates whether data in English National Health Service (NHS) acute care hospital board papers are presented in a way that helps board members consider the role of chance in their decisions.

Methods: Thirty English NHS trusts were selected at random and their board papers retrieved. Charts depicting quality and safety were identified. Categorical discriminations were then performed to document the methods used to present quality and safety data in board papers, with particular attention given to whether and how the charts depicted the role of chance, that is, by including control lines or error bars.

Results: Thirty board papers, containing a total of 1488 charts, were sampled. Only 88 (6%) of these charts depicted the role of chance, and only 17 of the 30 board papers included any charts depicting the role of chance. Of the 88 charts that attempted to represent the role of chance, 16 included error bars and 72 included control lines. Only 6 (8%) of the 72 control charts indicated where the control lines had been set (eg, 2 vs 3 SDs).

Conclusions: Hospital board members are expected to consider large amounts of information. Control charts can help board members distinguish signals from noise, but often boards are not using them. We discuss demand-side and supply-side barriers that could be overcome to increase use of control charts in healthcare.

Fonte:
BMJ Qual Saf ; 2016. DOI: 10.1136/bmjqs-2015-004967 .
Nota Geral:

Online First