Comunicação e segurança do paciente na passagem de plantão em unidades de cuidados intensivos neonatais

GONÇALVES, M. I. ; ROCHA, P. K. ; ANDERS, J. C. ; KUSAHARA, D. M. ; TOMAZONI, A.
Resumo:

Estudo quantitativo, descritivo-exploratório, com objetivo de identificar fatores relacionados à segurança do paciente quanto à comunicação no processo de passagem de plantão das equipes de enfermagem. Realizado entre abril e maio de 2012, com 70 profissionais de enfermagem de três unidades de cuidados intensivos neonatais, através de instrumento validado sobre passagem de plantão. Para análise dos dados, utilizaram-se os testes Qui-Quadrado e t-Student. Os resultados demonstraram que os fatores que podem comprometer a segurança do paciente durante a passagem de plantão devido à interrupção e, assim, causando possível perda de importantes informações para a assistência segura, foram atrasos, saídas antecipadas, realização de cuidados e conversas paralelas. Os enfermeiros possuíam melhor percepção desses fatores, e profissionais com menor tempo de formação referiram mais informações relacionadas à “condição clínica do paciente”, “medicações” e “cuidados gerais/procedimentos”, não sendo uma condição comum a todos. Portanto, há indicativos de comunicação segura, tornando-se necessários treinamentos e protocolos específicos.

Fonte:
Texto contexto - enferm ; 25(1): e2310014; 2016. DOI: 10.1590/0104-07072016002310014 .