Como é a cultura de segurança do paciente em departamentos cirúrgicos em comparação com o restante dos hospitais municipais da cidade de Xiaogan, na China?

WANG, M. ; TAO, H.
Título original:
How Does Patient Safety Culture in the Surgical Departments Compare to the Rest of the County Hospitals in Xiaogan City of China?
Resumo:

Objetivos: A cultura de segurança do paciente afeta a segurança do paciente e o desempenho dos hospitais.A PesquisaHospitalar sobre Cultura de Segurança do Paciente (Hospital Survey on Patient Safety Culture, HSOPSC) costuma ser utilizadapara avaliar a cultura de segurança em hospitais e unidades de saúde.No entanto, poucos estudos na China compararam os ambientes cirúrgicos a outras unidades de hospitais municipais usando o HSOPSC.Este estudo visou avaliar os pontos fortes e fracos dos departamentos cirúrgicos em comparação com todos os outros departamentos de hospitais municipais chineses usando o HSOPSC.

Desenho: Estudo transversal.

Métodos: Em 2015, uma tradução chinesa do HSOPSC foi aplicada a 1.379 profissionais de departamentos selecionados de 19 hospitais municipais na cidade de Xiaogan (província de Hubei, na China) usando um método simples de amostragem aleatória e por conglomerados.

Desfechos: O HSOPSC foi preenchido por 1.379 participantes.O percentual de avaliações positivas (PAPs) nas 12 dimensões (trabalho em equipe dentro das unidades, aprendizagem organizacional e melhoria contínua, contingentes de pessoal, resposta não punitiva aos erros, expectativas e ações dos supervisores/administradores para a promoção da segurança do paciente, feedback e comunicação sobre erros, abertura da comunicação, passagens de casos e transições hospitalares, trabalho em equipe entre diferentes unidades hospitalares, apoio da administração hospitalar à segurança do paciente, percepção global de segurança e frequência de eventos notificados) e a proporção positiva de variáveis de desfecho (grau de segurança do paciente e número de eventos notificados) entre os departamentos cirúrgicos e outros departamentos foram comparados usando o teste t e o teste X², respectivamente.Realizamos uma análise de regressão múltipla, na qual as dimensões de desfecho serviram como variáveis dependentes, e as características básicas e outras dimensões serviram como variáveis independentes.Além disso, a regressão logística ordinal foi usada para explorar os fatores que influenciaram dois desfechos categóricos.

Resultados: Ao todo, 56,49% dos participantes eram de departamentos cirúrgicos.Os PAPs de “trabalho em equipe dentro de unidades”e “aprendizagem organizacional e melhoria contínua”foram ≥75%, denotando os pontos fortes, e os PAPs de“contingentes de pessoal”e “resposta não punitiva aos erros”foram ≤50%, denotando os pontos fracos de unidades cirúrgicas e outras unidades.Três dimensões de departamentos cirúrgicos foram mais fracas que em outros departamentos (p<0,05). Os profissionais de unidades cirúrgicas notificaram mais eventos em comparação com outras unidades, mas apenas alguns participantes de ambientes cirúrgicos avaliaram o grau de segurança do paciente como bom/excelente.Quatro dimensões influenciaram o grau de segurança do paciente, e três dimensões influenciaram a notificação de eventos em unidades cirúrgicas.

Conclusões: Estratégias como o recrutamento de funcionários, o uso do sistema de notificação e o estabelecimento de uma cultura não punitiva devem ser adotadas nas unidades cirúrgicas de hospitais municipais na China para melhorar a cultura de segurança.Os supervisores também devem priorizar a segurança do paciente.

Palavras-Chave: HSOPSC; hospitais municipais; cultura de segurança do paciente; departamentos cirúrgicos

Resumo Original:

Objectives: Patient safety culture affects patient safety and the performance of hospitals. The Hospital Survey on Patient Safety Culture (HSOPSC) is generally used to assess the safety culture in hospitals and unit levels. However, only a few studies in China have measured surgical settings compared with other units in county hospitals using the HSOPSC. This study aims to assess the strengths and weaknesses of surgical departments compared with all other departments in county hospitals in China with HSOPSC. 

Design: This research is a cross-sectional study. Methods: In 2015, a Chinese translation of HSOPSC was administered to 1379 staff from sampled departments from 19 county hospitals in Xiaogan City (Hubei Province, China) using a simple random and cluster sampling method. 

Outcome Measures: The HSOPSC was completed by 1379 participants. The percent positive ratings (PPRs) of 12 dimensions (i.e., teamwork within units, organizational learning and continuous improvement, staffing, non-punitive response to errors, supervisor/ manager expectations and actions promoting patient safety, feedback and communication about errors, communication openness, hospital handoffs and transitions, teamwork across hospital units, hospital management support for patient safety, overall perception of safety, as well as frequency of events reported) and the positive proportion of outcome variables (patient safety grade and number of events reported) between surgical departments and other departments were compared with t-tests and X² tests, respectively. A multiple regression analysis was conducted, with the outcome dimensions serving as dependent variables and basic characteristics and other dimensions serving as independent variables. Similarly, ordinal logistic regression was used to explore the influencing factors of two categorical outcomes. 

Results: A total of 56.49% of respondents were from surgical departments. The PPRs for "teamwork within units" and "organizational learning and continuous improvement" were ≥75%, which denoted strengths, and the PPRs for "staffing" and "non-punitive response to errors" were ≤50%, which denoted weaknesses in surgical units and other units. Three dimensions for surgical departments were weaker than those for other departments (p < 0.05). The staff from surgical units reported more events compared with the other units, but only a few respondents in surgical settings evaluated patient safety grade as good/excellent. Four dimensions influenced patient safety grade, and three dimensions influenced event reporting in surgical units. 

Conclusions: Strategies including recruiting workers, using the reporting system, and building a non-punitive culture should be adopted in the surgical units of county hospitals in China to improve safety culture. Supervisors should also prioritise patient safety.

Fonte:
Int J Environ Res Public Health ; 14(10): E1123; 2017. DOI: 10.3390/ijerph14101123.