Avaliando o clima de segurança do paciente: uma revisão de instrumentos de avaliação

COLLA, J. B. ; BRACKEN, A. C. ; KINNEY, L. M. ; WEEKS, W. B.
Título original:
Measuring patient safety climate: a review of surveys
Resumo:

Objetivo: Há cinco anos, o Institute of Medicine recomendou melhorar a segurança do paciente por meio da abordagem às questões culturais da organização. Desde então, pesquisas para medir o clima de segurança do paciente consideradas preditivas de resultados de saúde começaram a surgir. Este estudo compara as características gerais, as dimensões contempladas, a performance psicométrica e usos em estudos de pesquisas de clima de segurança do paciente.

Métodos: Revisão sistemática da literatura.

Resultados: Foram encontrados nove instrumentos que mediam o clima de segurança do paciente de uma organização. Todos utilizaram a escala de Likert, principalmente para medir a atitude dos indivíduos. Quase todos os instrumentos avaliados contemplaram cinco dimensões comuns, relacionadas ao clima de segurança do paciente: liderança, políticas e procedimentos, pessoal, comunicação e notificação de eventos. O poder da avaliação psicométrica variou. Enquanto todos os instrumentos foram utilizados apenas para comparar áreas dentro do hospital ou entre hospitais, somente uma pesquisa explorou a associação entre o clima organizacional e os resultados do cuidado.

Conclusões: Pesquisas de clima de segurança do paciente variam de maneira considerável. O alcance de uma cultura condutiva com vistas à segurança do paciente pode ser um objetivo a ser admirado pelo fato em si. Contudo, mais esforço deve ser dedicado para se entender a relação entre as medidas do clima de segurança do paciente e os resultados do cuidado.

Resumo Original:

Objective: Five years ago the Institute of Medicine recommended improving patient safety by addressing organizational cultural issues. Since then, surveys measuring a patient safety climate considered predictive of health outcomes have begun to emerge. This paper compares the general characteristics, dimensions covered, psychometrics performed, and uses in studies of patient safety climate surveys.

Methods: Systematic literature review.

Results: Nine surveys were found that measured the patient safety climate of an organization. All used Likert scales, mostly to measure attitudes of individuals. Nearly all covered five common dimensions of patient safety climate: leadership, policies and procedures, staffing, communication, and reporting. The strength of psychometric testing varied. While all had been used to compare units within or between hospitals, only one had explored the association between organizational climate and patient outcomes.

Conclusions: Patient safety climate surveys vary considerably. Achievement of a culture conducive to patient safety may be an admirable goal in its own right, but more effort should be expended on understanding the relationship between measures of patient safety climate and patient outcomes.

Fonte:
Qual Saf Health Care ; 14(5): 364–366; 2005. DOI: 10.1136/qshc.2005.014217.
DECS:
interpretação estatística de dados, pesquisa sobre serviços de saúde, cultura organizacional, objetivos organizacionais, avaliação de resultados, psicometria, gestão da segurança