Avaliação do padrão de qualidade subjacente às diretrizes de prática clínica internacionais para a seleção e o cuidado de dispositivos de acesso vascular: uma revisão sistemática de revisões

Blanco-Mavillard I1 ; Rodríguez-Calero MA2 ; Castro-Sánchez E3 ; Bennasar-Veny M4 ; De Pedro-Gómez J5
Título original:
Appraising the quality standard underpinning international clinical practice guidelines for the selection and care of vascular access devices: a systematic review of reviews.
Resumo:

OBJETIVO:
As infecções da corrente sanguínea associadas a cateteres são um dos eventos adversos mais importantes para os pacientes. A prática baseada em evidências adota intervenções para prevenir e reduzir a ocorrência destas infecções. Atualmente, existe um número crescente de diretrizes em todo o mundo. O objetivo deste estudo foi avaliar as diretrizes de prática clínica para o cuidado com dispositivos de acesso venoso periférico e central e para a prevenção de complicações a eles relacionadas.
DESENHO:
Revisão sistemática de diretrizes de prática clínica: realizamos uma pesquisa na literatura publicada de 2005 a 2018 usando as bases de dados Medline/PubMed, Embase, CINAHL, Ovid, ScienceDirect, Scopus e Web of Science. Também avaliamos fontes da literatura cinzenta e sites de organizações que compilaram ou produziram diretrizes. A qualidade das diretrizes foi avaliada por três revisores independentes usando a ferramenta Appraisal of Guidelines for Research and Evaluation (segunda edição). O coeficiente K de Cohen foi utilizado para avaliar a concordância entre os revisores.
RESULTADOS:
Incluímos sete diretrizes na revisão. A concordância entre os observadores foi substancial, com K=0,6364 (IC 95% 0,0247 a 1,2259). Identificamos sete diretrizes internacionais, que tiveram má pontuação em domínios cruciais como a aplicabilidade (média de 39%), o envolvimento dos interessados diretos (média de 65%) e o rigor metodológico (média de 67%). As diretrizes do Ministério da Saúde da Espanha e do National Institute for Health and Care Excellence do Reino Unido apresentaram a melhor qualidade.
CONCLUSÕES:
É crucial avaliar criticamente a validade e a confiabilidade das diretrizes de prática clínica, de modo a selecionar o documento mais relevante para um dado contexto. Essa escolha é um passo prévio necessário para incentivar e apoiar as organizações de saúde a transferirem os resultados da pesquisa para a prática clínica. As lacunas identificadas no nosso estudo podem explicar por que as diretrizes apresentam um impacto clínico abaixo do ideal. A baixa adoção das diretrizes pode ser mitigada pelo uso de guias de implementação que acompanhem os documentos clínicos.
PALAVRAS-CHAVE:
Eventos adversos; diretriz de prática clínica; enfermagem baseada em evidências; implementação; avaliação da qualidade; acesso vascular

Resumo Original:

Abstract
OBJECTIVE:
Catheter-related bloodstream infections are one of the most important adverse events for patients. Evidence-based practice embraces interventions to prevent and reduce catheter-related bloodstream infections in patients. At present, a growing number of guidelines exist worldwide. The purpose of the study was to assess clinical practice guidelines for peripheral and central venous access device care and prevention of related complications.
DESIGN:
Systematic review of clinical practice guidelines: We conducted a search of the literature published from 2005 to 2018 using Medline/PubMed, Embase, CINAHL, Ovid, ScienceDirect, Scopus and Web of Science. We also evaluated grey literature sources and websites of organisations that compiled or produced guidelines. Guideline quality was assessed with the Appraisal of Guidelines for Research and Evaluation, Second Edition tool by three independent reviewers. Cohen's kappa coefficient was used to evaluate the concordance between reviewers.
RESULTS:
We included seven guidelines in the evaluation. The concordance between observers was substantial, K=0.6364 (95% CI 0.0247 to 1.2259). We identified seven international guidelines, which scored poorly on crucial domains such as applicability (medium 39%), stakeholder involvement (medium 65%) and methodological rigour (medium 67%). Guidelines by Spanish Health Ministry and UK National Institute for Health and Care Excellence presented the highest quality.
CONCLUSIONS:
It is crucial to critically evaluate the validity and reliability of clinical practice guidelines so the best, most context-specific document is selected. Such choice is a necessary prior step to encourage and support health organisations to transfer research results to clinical practice. The gaps identified in our study may explain the suboptimal clinical impact of guidelines. Such low adoption may be mitigated with the use of implementation guides accompanying clinical documents.
KEYWORDS:
adverse events; clinical practice guideline; evidence-based nursing; implementation; quality appraisal; vascular access

Fonte:
; 8(10): 021040; 2018. DOI: 10.1136/bmjopen.